Veterano Gol tem mais de 70% de emplacamentos na versão de entrada

É comum em análises sobre vendas surgirem dúvidas sobre quais são realmente as versões preferidas de alguns dos modelos mais representativos do mercado brasileiro. Para tentar esclarecer alguns questionamentos, o site Mobiauto realizou um levantamento que traz à luz curiosidades em relação aos números do 1º semestre de 2020.

O líder Chevrolet Onix, responsável por 60.267 emplacamentos entre janeiro e junho, por exemplo, teve 15,5% deste total oriundo da versão Joy (9.344), da geração anterior. Já as versões 1.0 Turbo automáticas representaram menos de 11% (6.593). Vice-líder entre os automóveis, o Hyundai HB20 (32.843) concentrou pouco mais de 43% dos registros na versão de entrada Sense (14.326).

Chevrolet Onix Joy 2020
Ford Ka SE 1.5 AT 2020

No caso do Ford Ka (29.583), pouco mais de 62% foram da versão SE 1.0 (18.448). Campeão de vendas da Renault, o Kwid (23.648) concentrou mais de 54% de seus registros na versão intermediária Zen 1.0. Modelo mais antigo deste levantamento, o VW Gol (24.827) teve mais de 70% de suas unidades da versão 1.0 manual (17.451).

Nº 1 entre os sedãs médios, o Toyota Corolla confirmou a preferência pela XEi: dos 16.975 emplacamentos do modelo no período, praticamente a metade foi da versão intermediária (8.428). Entre os SUVs e crossovers, quase 42% dos Jeep Renegade (20.710) foram de versões equipadas com o motor 1.8 e câmbio automático (8.690).

Novo Tracker 2020 Loja
VW TCross loja

Já a nova geração do Chevrolet Tracker (11.235) concentrou mais de ¼ de seus emplacamentos (26,8%) nas versões equipadas com motor 1.2 turbo (3.008). Por fim, o VW T-Cross (20.595), que vem sendo o carro mais vendido do país agora no mês de julho, teve quase 35% de seus registros no semestre oriundos da versão Sense PCD (7.161). Veja análise do mercado brasileiro no primeiro semestre no vídeo abaixo:

Fontes: Mobiauto / Fenabrave

Fotos: Divulgação e Arquivo Motor1.com

Galeria: Hyundai HB20 2020 (loja)