Geração antiga do sedã começa a ser oferecida nas concessionárias em quatro versões

A chegada do novo Nissan Versa atrasou por conta da pandemia, mas isso não parou os planos da fabricante para a geração antiga. Como adiantado com exclusividade por Motor1.com, o sedã agora será batizado como V-Drive, nome que está sendo usado também em outros mercados como o mexicano. Conforme antecipou o site Mundo do Automóvel para PCD e depois foi confirmado por Motor1.com com concessionárias, ele será vendido em quatro versões, tendo preços entre R$ 57.190 e R$ 72.890.

Esta troca de nome de Nissan Versa para V-Drive acontece na linha 2021 do sedã, enquanto as concessionárias estão se preparando para iniciar as vendas. Terá quatro versões, uma a menos do que atualmente, na forma do V-Drive 1.0 manual, V-Drive 1.6 manual, V-Drive 1.6 Special Edition CVT e V-Drive 1.6 Plus CVT.

Nissan Versa CVT

A mudança irá mexer pouco nos preços do V-Drive. Atualmente, ele parte de R$ 56.590 e chega a R$ 76.990, enquanto a linha 2021 custará entre R$ 57.190 e R$ 72.890. Isso abre espaço para que a nova geração do Versa tenha preços mais altos, já que ela virá bem mais equipada, com itens como frenagem automática de emergência e painel de instrumentos digital.

Como apenas o nome foi alterado, o V-Drive continuará com o motor 1.0 de três cilindros, de 77 cv a 6.200 rpm e 10 kgfm a 4.000 rpm. A única opção de transmissão é a manual de 5 marchas. As demais versões usam o 1.6 de quatro cilindros, que entrega 111 cv a 5.600 rpm e 15,1 kgfm a 4.000 rpm, podendo trabalhar tanto com a caixa manual de 5 posições quanto com a automática do tipo CVT.

Para reduzir os preços, a Nissan teve que mexer na lista de equipamentos. A versão de entrada traz ar-condicionado, direção elétrica, computador de bordo, vidros elétricos nas quatro portas, volante com ajuste de altura, rodas de 15” com calotas e preparação para som com dois alto-falantes - perdeu o rádio CD Player. A versão 1.6 adiciona abertura interna do porta-malas.

A variante Special Edition acrescenta volante multifuncional e central multimídia com tela de 6,7” compatível com Android Auto e Apple CarPlay. Perdeu as rodas de liga leve de 15” e os retrovisores com ajuste elétrico, que só reaparecem na versão Plus topo de linha, que traz também bancos de couro, iluminação no porta-malas e maçanetas na cor da carroceria.

Oficialmente, a Nissan ainda não diz quando irá iniciar as vendas do V-Drive e não confirma os valores. A mudança acontecerá antes mesmo que o novo Versa chegue as lojas, o que deveria ter acontecido em junho, mas acabou atrasando por causa da pandemia. A expectativa é que marca irá iniciar as vendas da nova geração do sedã ainda no 3º trimestre.

Fotos: divulgação

Galeria: Novo Nissan Versa 2020: Avaliação no México