Reajuste acumulado representa aumento de até R$ 10.000, dependendo do caso

Ao mesmo tempo que conquista participação no segmento e chega até mesmo a liderar a categoria, a Ford Ranger - curiosamente - fica mais cara para o consumidor no Brasil. Pela segunda vez em aproximadamente duas semanas, a tabela de preços da linha 2021 da picape foi reajustada e elevou de forma considerável o valor cobrado por quase todas as versões.

A variante de entrada XL Cabine simples, por exemplo, encareceu no final de junho R$ 3.900 e sofreu novo aumento de R$ 2.000 agora em julho. Na sequência, a versão XLS 4x4 AT acumulou aumentos seguidos de R$ 2.700 e R$ 4.900, ao passo que a XLT subiu primeiro R$ 2.700 e, mais recentemente, R$ 5.900. No topo da gama, a configuração Limited ficou com reajuste acumulado de R$ 9.600, com aumentos de R$ 6.600 e R$ 3.000.

Galeria: Ford Ranger Storm 2020

Nem mesmo a recém-lançada variante Storm, que chegou ao mercado em março, ficou de fora da onda de reajustes. A versão ficou R$ 10.000 mais cara após os dois aumentos seguidos (sendo o mais recente de R$ 4.300), alcançando o preço final de R$ 165.990. Para efeito de comparação, o modelo era oferecido no lançamento quatro meses atrás por R$ 150.990 - ou seja, R$ 15.000 a menos.

Tabela de preços e versões da Ford Ranger 2021

VERSÃO PREÇO ANTERIOR PREÇO ATUAL
Ranger XL Cabine Simples 4x4 R$ 138.690 R$ 140.690
Ranger XLS AT R$ 142.090 R$ 144.190
Ranger XL 4x4 R$ 145.890 R$ 147.990
Ranger XLS 4x4 sem alteração R$ 154.090
Ranger Storm AT 4x4 R$ 161.690 R$ 165.990
Ranger XLS AT 4x4 R$ 170.690 R$ 173.390
Ranger XLT AT 4x4 R$ 195.390 R$ 198.090
Ranger Limited AT 4x4 R$ 212.590 R$ 215.590