Sedã já havia aumentado em maio e teve reajustes de até R$ 2.900 na tabela de julho

Parece notícia repetida, mas não é. Depois de sofrer um aumento de até R$ 4.600 em maio, o Toyota Corolla já fica mais caro novamente na tabela de julho, conforme mostra o site da montadora. Agora, o sedã médio tem preços entre R$ 107.990 na versão de entrada GLi e R$ 145.390 na top de linha Altis Hybrid Premium. Os reajustes variaram de R$ 2.000 a R$ 2.900 dependendo da versão e, não por acaso, acontecem na mesma semana em que a Honda elevou os preços do Civic

O modelo que teve a menor variação foi justamente o GLi 2.0, que custava R$ 105.990 e passou a R$ 107.990. Já o XEi 2.0, um dos mais vendidos, subiu R$ 2.300 e agora está tabelado a R$ 119.290. Por fim, as versões Altis subiram todas R$ 2.900, chegando a R$ 137.890 na 2.0 e na 1.8 Hybrid (que mantêm a estratégia de custar o mesmo), culminando em R$ 145.390 na 1.8 Hybrid Premium. Confira na tabela abaixo:    

Modelo Preço atual Preço anterior Aumento
GLi 2.0 Flex CVT-10 R$107.990 R$105.990 R$2.000
XEi 2.0 Flex CVT-10 R$119.290 R$116.990 R$2.300
Altis Premium 2.0 Flex CVT-10 R$137.890 R$134.990 R$2.900
Hybrid R$137.890 R$134.990 R$2.900
Hybrid Premium R$145.390 R$142.490 R$2.900

 

Apesar dos aumentos, tanto o de maio quanto esse de julho, a lista de equipamentos do Corolla segue a mesma, bem como as motorizações: 2.0 flex de 177 cv ligado ao câmbio CVT de 10 marchas, com a 1ª mecânica; 1.8 híbrida de 123 cv ligado à transmissão CVT sem simulação de marchas. 

Embora na liderança do segmento de sedãs médios com sobra, o Corolla não tem mostrado mais a mesma força de antes, ficando numa discretíssima 17ª posição na lista dos mais vendidos de junho, com 2.183 unidades emplacadas. Antes da pandemia, e dos aumentos, o modelo da Toyota estava quase sempre no Top 10. 

Fotos: divulgação

Galeria: Toyota Corolla 2020 (BR)