Cifra é alcançada dois anos e meio depois do lançamento 

A FCA comemora nesta semana na Argentina a produção da unidade de número 100.000 do Fiat Cronos. Montado na fábrica de Ferreyra, em Córdoba, o sedã alcança a cifra aproximadamente dois anos e meio depois do lançamento e com motivos para comemorar. Segundo a marca, o modelo é líder do segmento no mercado local com 26% de participação.

O Cronos se destaca ainda por contar com aproximadamente 44% de conteúdo local - índice considerado alto para os padrões argentinos. Dos 100.000 exemplares produzidos, cerca de 31.903 foram fabricados em 2019, 53.367 em 2018 e cerca de 2.641 em 2017 - logo no início da produção e formação dos estoques.

Galeria: Fiat Cronos HGT 2020

Do volume total, aproximadamente 65.000 unidades forma destinadas à exportação, sendo o Brasil o principal mercado. Tanto por aqui quanto nos demais mercados, as opções de motorização são as mesmas: 1.3 Firefly de até 109 cv (ou 99 cv nos países onde não é flex) e 1.8 E.torQ Evo de 139 cv (130 cv nas versões monofuel). O câmbio pode ser manual, automatizado ou automático de 6 marchas.

Para 2021, tanto o Cronos quanto o Argo deverão receber sua primeira mudança visual, que virá acompanhada da estreia do motor 1.0 turboflex de 3 cilindros para equipar as versões topo de linha. Também é esperada uma nova transmissão automática CVT, inclusive para o motor 1.3 aspirado. Isso deverá fortalecer o Cronos na briga contra VW Virtus e Chevrolet Onix Plus, seus principais rivais no mercado latino-americano. 

Fotos: Divulgação