Reestilização do crossover mexe somente com a grade e adiciona luzes em LED

Mesmo que tenha sido criado no Brasil, o Honda WR-V 2021 foi apresentado primeiro na Índia, com um design atualizado e mais alguns equipamentos. A marca foi tão conservadora que manteve os motores 1.2 de 90 cv e 1.5 diesel de 100 cv que já eram oferecidos no mercado local, atualizados somente para reduzir as emissões de poluentes de acordo com a legislação local. 

O novo design do Honda WR-V 2021 está concentrado na frente do hatchback aventureiro. A grade foi redesenhada, ficando maior e com barras horizontais. A parte cromada que liga os faróis e carrega o longo da marca foi posicionada mais acima e está mais fina. Os faróis mantiveram o formato, mas agora são full-LED, assim como as luzes de neblina e as lanternas.Também traz novas rodas de liga leve de 16”.

Galeria: Honda WR-V 2021 (Índia)

Do lado de dentro, a única alteração está no acabamento, usando mais detalhes cromados e um banco com novo design. A central multimídia agora é de série por lá, com uma tela de 7” e compatível com Android Auto e Apple CarPlay. Porém, não ganhou controle de estabilidade como era esperado.

Por lá, ele será vendido em duas versões: SV e VX. Conta com câmera de ré, rodas de 16”, faróis com projetor, LED de iluminação diurna, central multimídia, ar-condicionado automático e banco do motorista com ajuste de altura de série. Só recebe LED para os faróis, lanternas e luzes de neblina na variante VX, que também traz chave presencial, teto-solar, controle de cruzeiro, limpador traseiro e apoio de braço central.

Honda WR-V 2021 (Índia)
Honda WR-V 2021 (Índia)

Como dissemos, na Índia o WR-V é vendido com o motor 1.2 a gasolina de 90 cv e 11,2 kgfm, sempre com o câmbio manual de 5 marchas. Também tem a variante 1.5 diesel de 100 cv e 20,4 kgfm, que conta com uma transmissão manual de 6 posições. Para a decepção dos indianos, ele não recebeu nenhuma versão com a caixa automática do tipo CVT.

No Brasil, o Honda WR-V tem futuro incerto. Ainda não sabemos se ele passará por esta reestilização ou se será substituído naturalmente pela nova geração do Fit na variante Crosstar, até sair de linha. 

Fotos: divulgação