Modelo será vendido em mercados emergentes, começando pela Índia

Apesar de recentemente ter deixado de vender o Captur, a Renault da Índia ainda continua com planos bastante ambiciosos para o segmento de SUVs. A ideia é explorar nichos mais baratos e atender uma faixa mais ampla de consumidores, apostando principalmente na relação custo-benefício e no design descolado.

É dessa estratégia que em breve nascerá o inédito Kiger, SUV de porte sub-compacto derivado da plataforma CMF-A do Kwid e que acaba de ser novamente flagrado. Começará a ser vendido em meados de outubro no mercado indiano, para ficar posicionado abaixo do Duster.

Galeria: Renault Kiger 2021 - Novo flagra

Entre outros diferenciais, o Kiger terá menos de 4 metros de comprimento (característica que rende vantagens tributárias na Índia) e design mais robusto e encorpado na comparação com o hatch. Além disso, contará com rodas maiores, maçanetas do tipo puxador e dois limpadores de para-brisa (contra apenas um do Kwid).

Visualmente, a dianteira terá conjunto óptico dividido em dois níveis e logotipo destacado no centro da grade. Contará ainda com rack de teto e as tradicionais molduras plásticas nas caixas de roda. Por dentro, o painel será muito parecido com o da minivan Triber, tendo apenas diferenças sutis na questão de cores e texturas.

Sob o capô, o conjunto mecânico também será emprestado dos irmãos: motor 1.0 de três cilindros a gasolina em versões aspirada e turbo com até 95 cv. O câmbio poderá ser manual de 5 marchas ou automatizado AMT.

Na Índia, os principais concorrentes serão Hyundai Venue e Maruti Suzuki Vitara Brezza, além dos futuros Nissan Magnite (que será feito sobre a mesma plataforma) e Kia Sonet. No Brasil o lançamento ainda não foi confirmado, mas seria como posicioná-lo no lugar hoje ocupado pelo Sandero Stepway.