Segundo a marca, demanda do mercado fará retorno ser adiantado em uma semana

Diversos fabricantes já voltaram a produzir automóveis no Brasil após meses de paralisação. A Honda será uma das últimas e anunciou a reabertura de suas atividades em Sumaré e Itirapina (ambas em São Paulo) no dia 13 de julho. Segundo a marca, para atender uma demanda do mercado, o retorno foi adiantado em uma semana - diversos centros importantes já permitem a reabertura de concessionários. 

A Honda está retornando gradativamente a produção de Fit, City, WR-V, HR-V e Civic nas duas plantas. No momento, apenas uma parte atende a produção de componentes de motores em Sumaré para o abastecimento do mercado de exportação, mas já respeitando diversas novas normas de segurança e higiene desde então. 

A suspensão dos contratos de trabalho chega ao fim no dia 25 de junho. Entre os dias 29 de junho e 18 de julho, já era planejada a parada para a instalação de novos maquinários (será para o novo City e City hatch?!), sendo que o retorno definitivo aconteceria apenas em 20 de julho - esta data adiantada em uma semana, como já citado anteriormente. 

Honda - Fábrica em Itirapina (SP)

Os protocolos são os mesmos adotados pelas montadoras pelo Brasil e mundo. Estamos falando do controle rígido de distanciamento desde o transporte até linhas de trabalho, higienização pessoal e de locais de trabalho e áreas comuns, limitação de pessoas e o uso em tempo integral de máscaras de proteção, além de todo o EPI exigido por lei trabalhista.

Galeria: Honda - Fábrica em Itirapina (SP)