Nova geração promete manter essência e agradar principalmente aos mais puristas

Ao contrário do que muitas montadoras vêm fazendo no segmento de esportivos, a Honda parece que não precisará recorrer à eletrificação para deixar o Type R mais potente ou menos poluente na próxima geração. Conforme adianta reportagem da revista britânica AutoExpress, a fabricante equipará o novo modelo com um motor a combustão tradicional e sem qualquer suporte híbrido.

A informação ainda não foi oficialmente confirmada, mas Tom Gardener, vice-presidente sênior da Honda Europa, já deixou escapar algumas dicas. “Claramente, temos um produto muito famoso, que é o Type R, mas nenhuma decisão foi tomada ainda. Estamos muito cientes da forte valorização dos clientes pelo modelo atual e precisamos considerar profundamente o melhor a fazer", disse.

Galeria: Flagra: Novo Honda Civic 2022

Nesse cenário, o motor 2.0 turbo atual desponta com grandes possibilidades de permanecer em oferta - porém devidamente atualizado e com números superiores aos atuais 310 cv e 40,8 kgfm de torque. Também não são esperadas mudanças nas demais partes do conjunto, permanecendo a atual configuração de câmbio manual de 6 marchas e tração dianteira.

Protótipos já começaram a rodar em testes na Europa - inclusive com carroceria praticamente finalizada, como mostram as imagens da galeria. O lançamento é aguardado para o final de 2021, já como linha 2022. Serão mantidas as carrocerias hatchback e sedã - esta última com previsão de chegada ao Brasil para 2022, como linha 2023.

Fotos: Automedia