Plano vale somente para os modelos do segmento B; entenda

A Renault vai ganhar importância dentro da estratégia global da aliança com a Nissan, especialmente no Brasil. Plano revelado na última quarta-feira (27) mostrou que a marca francesa vai fabricar por aqui a nova plataforma CMF-B, nascida em 2019 com o Clio na Europa. Esta base dará origem a nada menos que 7 futuros modelos nacionais: são eles as novas gerações de Sandero, Stepway, Logan, Duster e Captur, pelo lado da Renault, e os próximos March e Kicks, na parte da Nissan. Eles serão produzidos nas fábricas da Renault em São José dos Pinhais (PR) e da Nissan em Resende (RJ).  

Diante disso, você pode se perguntar: mas e o Kwid? E o utilitário Renault Master? Em conversa com fontes ligadas à Renault, ouvimos que esses modelos seguirão normalmente na gama da marca oferecida no Brasil. O plano se refere somente aos carros do segmento B, mas não significa que os outras categorias serão abandonadas. O Kwid, inclusive, já utiliza uma variação da plataforma CMF, a CMF-A, enquanto o Master (abaixo) usa uma base própria, com chassi separado da carroceria.

Renault Kwid 2020 (Índia)
Renault Master 2010 - Van ganha novo visual e mais equipamentos na Europa

Kwid segue e deve ganhar reestilização do modelo indiano (acima); Utilitário Master também continuará sendo feito no Paraná

Outra informação importante de salientar é que o plano adianta um futuro ainda distante, que deve começar com o novo Sandero a partir de 2022. Ou seja, ainda haverá mudanças nos modelos atuais antes de eles receberem uma nova geração com a base CMF-B. Por exemplo, o Captur atual vai passar por uma reestilização e estrear o novo motor 1.3 turboflex feito em parceria com a Mercedes-Benz, no ano que vem. Da mesma forma, o Nissan Kicks também sofrerá uma atualização visual em 2021, ainda com a mesma base do carro de hoje.

Para ficar claro, será somente na próxima geração que o Kicks vai passar a usar a base de Duster e Captur, atualmente construídos sobre a B0 da Renault, enquanto o Kicks usa a V da Nissan. Os três então compartilharão a CMF-B, que por sua vez já dá vida ao Captur europeu - derivado do Clio, e não do Duster como o modelo brasileiro (e o russo). Mas isso, como dissemos, demora.

Renault Captur 2021 (Rússia)
Nissan Kicks e-Power 2021

Captur e Kicks reestilizados chegam em 2021, ainda com plataformas separadas; unificação ainda demora

Embora esteja fora do plano divulgado nesta semana, o Kwid brasileiro também terá mudanças. Em 2021 é previsto que ele receba a reestilização que já vimos na Índia, focada na dianteira e no interior.   

Ouça nosso podcast:

 

Fotos: arquivo Motor1.com e divulgação

Galeria: Renault Kwid - Concessionária