Importado, SUV será lançado por aqui no segundo semestre

A Ford se prepara para lançar o Territory no Brasil. O SUV, produzido na China, terá o importante papel de ser o representante da marca diante do Jeep Compass. Antes prometido para este primeiro semestre, acabou sendo adiado para o segundo por conta das paralisações ao redor do mundo. Ao mesmo tempo, sua versão reestilizada foi apresentada na China, terra natal do modelo, e pode indicar o que teremos aqui. 

Chamado de Territory S para se diferenciar do anterior, foi mostrado na China por conferência on-line. Produzido pela Jiangling, tem mudanças na grade dianteira e nas lanternas traseiras, agora com acabamento escurecido. Por dentro, ganhou um novo sistema multimídia, com capacidade de interpretar comandos por voz para funções como o teto-solar elétrico e ar-condicionado (este com sistema de limpeza do ar com íons), além de novas cores para acabamentos e detalhes em madeira. Novas rodas estão disponíveis, assim como o teto em preto. Toda a iluminação é feita por LEDs.

Por lá, o Territory ganhou a opção de conjunto híbrido-leve 48V com o motor 1.5 turbo. Com isso, ele recebe um motor elétrico de baixa potência e uma pequena bateria que ajudam o SUV a sair da inércia (dependendo um pouco menos do motor a combustão) e em situações de velocidade constante. Com o motor desligado pelo start/stop, esta bateria alimenta os sistemas elétricos.

Galeria: Ford Territory S (China)

O motor a combustão segue o mesmo, o 1.5 turbo de origem Mitsubishi com 140 cv e 22,9 kgfm de torque aliado ao câmbio automático CVT. Ainda não sabemos se esse será o conjunto utilizado no Brasil, já que a própria Ford mantém o mistério diante do SUV até seu lançamento. Na época, a marca disse que alguns ajustes seriam feitos para nosso mercado - podemos colocar na conta provavelmente um novo sistema multimídia com Apple CarPlay e Android Auto, ausente na versão chinesa. Alguns chegaram a especular o uso do motor 2.0 aspirado do EcoSport Storm, o que particularmente achamos difícil pelo enorme trabalho de engenharia requerido pela troca. Na China, o SUV tem piloto automático adaptativo e assistente de frenagem automática, esses sim itens que podemos esperar por aqui. 

Agora resta à Ford local se pronunciar...

Fotos: divulgação