Ele pode ser um dos primeiros modelos resultantes da fusão entre os grupos PSA e FCA

Enquanto por aqui o Argo substituiu o Punto (e o Palio), outros mercados apenas enterraram o estiloso hatch compacto. Isso aconteceu com a FCA ainda sob a gestão de Sergio Marchionne, que faleceu em 2018 e deixou seu cargo para Mike Manley. E Manley já falou em outras oportunidades que a Fiat estudava voltar ao segmento de hatches compactos e o nome Punto não estava totalmente enterrado - apenas guardado na geladeira. 

Quando a fusão da PSA com a FCA foi anunciada em novembro de 2019, isso abriu espaço para o novo Punto. O grupo francês tem uma plataforma modular para os compactos, a CMP - que inclusive é a base do novo Peugeot 208 que será produzido na Argentina e vendido no Brasil a partir de agosto - e do Opel Corsa. Em entrevista ao Auto Express UK, Olivier François, diretor executivo da Fiat global, disse que, apesar de adiado algumas vezes, o novo Punto agora já está em desenvolvimento, mas não deu detalhes sobre.

Com a plataforma CMP, o Punto pode inclusive ter versões eletrificadas, como o Peugeot e-208 e o Opel Corsa. Mas ainda é cedo para falar qualquer coisa sobre os detalhes técnicos do Fiat Punto, já que nem protótipos camuflados foram flagrados ainda por aí e, aparentemente, o projeto ainda está em um estágio bastante inicial de desenvolvimento. 

Galeria: Projeção - Fiat Punto 2021

Mike Manley já tinha dito também que o retorno de um modelo compacto tiraria o foco da marca dos subcompactos na Europa. Com isso, além de tirar o Panda de cena, ele está de olho em algo mais rentável. Na Europa, o Punto foi substituído pelas versões mais baratas do Tipo, um hatch médio, mas a marca procura voltar ao segmento "B" local, guiada pelo sucesso dos próprios Opel Corsa e Peugeot 208, além de Volkswagen Polo e Ford Fiesta. 

Mas seu retorno ao Brasil parece ser improvável. Temos o Argo por aqui e em nenhum momento a marca comenta um substituto - aliás, a Fiat brasileira trabalha em um SUV baseado nele e no motor 1.0 Firefly turbo, aliado a um câmbio automático CVT, com provável lançamento em 2021 acompanhados de uma leve reestilização.

Ouça nosso podcast:

 

Projeção: Motor1.com

Fonte: Auto Express