HR-V nas cores da bandeira local marca fim

Em agosto de 2019, a Honda anunciou que pararia de produzir automóveis na Argentina. Com vendas abaixo do esperado de quando começaram a produzir, em 2011, a marca fabricou por lá o City por seis anos e, desde 2015, fazia o HR-V - este que representa o último carro produzido localmente. Com uma unidade de carroceria branca com as cores da bandeira do país, o SUV marcou este fim.

Após a paralisação por conta da pandemia, a fábrica de Canpana voltou ao trabalho no dia 14 de maio, mas apenas para finalizar a produção das unidades restantes, que abastecem os estoques até a chegada das primeiras unidades do HR-V importadas do México. O trabalho desta planta agora será a montagem de motos, já que a fábrica de Florencio Varela foi fechada em 2016 e tinha essa função. 

Honda Fit Argentina
O Honda Fit vendido na Argentina já era importado do Brasil, produzido em Itirapina (SP).

A Honda segue com a venda dos modelos na Argentina, uma vez que boa parte da gama já era importada de diversos países, incluindo México, Japão e Brasil. O mesmo serve para os concessionários e áreas de pós-vendas, que não serão afetados. O mesmo não podemos falar dos empregos, já que cerca de 500 funcionários aderiram ao plano de demissão voluntária antes mesmo de toda essa crise atual. 

A Honda vendeu, de 2015 a 21 de maio de 2020, 35.176 unidades do HR-V argentino, um dos motivos para o fim da produção local - o melhor ano foi 2017, com 9.627 unidades. Sempre com o motor 1.8 com câmbio CVT, custa de 1.661.905 pesos (R$ 135.302) a 1.940.100 pesos (R$ 157.951). 

Fotos: divulgação