A partir de agora, haverá barreira móvel deformável e novos bonecos dummies

Principal órgão avaliador da segurança veicular da Europa, o conhecido Euro NCAP acaba de passar por importantes atualizações. Conforme explica a Transport Research Laboratory, organismo responsável pela realização do programa, a mudança representa “a maior alteração já feita, durante a última década, nos protocolos dos testes de impacto". 

Entre as novidades, destaque para adoção do chamado “Mobile-offset Progressive Deformable Barrier”, ou seja, uma barreira móvel deformável para impactos. Dessa forma, barreira estática atual será aposentada e os veículos passarão a ser testados em situação mais próxima dos acidentes reais, com os dois elementos em movimento. Serão avaliadas tanto a deformação do veículo quanto do obstáculo.

Galeria: VW Golf 2020 crash test pelo Euro NCAP

Segundo Matthew Avery, membro do conselho de administração, a medida visa “incentivar os fabricantes de veículos maiores a compartilharem parte do ônus do impacto com os veículos menores”. Historicamente, modelos maiores sempre acabam oferecendo nível de proteção superior para seus ocupantes. Em contrapartida, veículos menores não conseguem alcançar os mesmos resultados. Assim, aplicado o novo teste de compatibilidade, se o veículo maior se mostrar excessivamente agressivo sobre o menor, poderá sofrer penalidades.

Peugeot 208 2020 - Euro NCAP
Euro NCAP - BMW Série 3

Além disso, passa a ser adotado um novo tipo de dummy, tecnologicamente mais avançado e agora batizado de THOR. Segundo o EuroNCAP, o manequim reproduz com maior nível de realidade os eventuais danos sofridos por um humano, podendo registar até mesmo ferimentos abdominais. Os impactos laterais também passam a considerar os movimentos de todos os ocupantes (não apenas dos que estão mais próximos ao choque) e a eficácia dos airbags centrais (novidade em modelos lançados recentemente).

Há também um novo protocolo para avaliar sistemas de frenagem de emergência automática e outro que levará em conta a segurança do veículo após o acidente, destacando sistemas que acionam automaticamente serviços de assistência médica e de emergência.

Fotos: Divulgação/Euro NCAP