Retorno gradual começa com apenas um turno e focado no crossover

Desde o dia 30 de março a Chevrolet paralisou todas as suas fábricas no Brasil. A retomada começa pela planta de São Caetano do Sul, a mais antiga da empresa e uma das primeiras do país, a partir de hoje (18). Por conta do Covid-19, novas normas de saúde e segurança foram implementadas após testes e com base no que foi feito nas fábricas da empresa na China e Coréia do Sul.

Para evitar a entrada e o contágio do vírus, os empregados e colaboradores farão uma autodeclaração de saúde, medição de temperatura corporal nas entradas da empresa, distanciamento social principalmente em refeitórios e no transporte, higienização frequente de superfícies, postos de trabalho e ônibus, o uso de máscaras, higiene pessoal e monitoramento frequente do pessoa pelo serviço médico, com protocolos de emergência e descontaminação.

O mesmo padrão, com mudanças em cada caso, é aplicado em diversas fábricas que estão retomando o trabalho em outras marcas. "Também por isso, estamos disponibilizando o nosso guia de orientação para empregados com o intuito de difundir boas práticas que podem ser úteis para outras entidades e para a comunidade em geral na luta contra a Covid-19", disse Luiz C. Perez, vice-presidente de manufatura da GM América do Sul.

Fábrica Chevrolet São Caetano do Sul (SP)
Fábrica Chevrolet São Caetano do Sul (SP)

Em um primeiro momento, o retorno é com apesar um turno de trabalho, com foco no Tracker. Ao mesmo tempo, outra área continua a reparar respiradores mecânicos e produzindo máscaras faciais.

Galeria: Chevrolet Tracker 2021 - Imagens do site

A Chevrolet ainda não anunciou o retorno das fábricas de Gravataí (RS), onde são produzidos o Onix e Onix Plus, São José dos Campos (SP), com S10 e Trailblazer, além da fábrica de motores de Joinville (SC). 

Assista ao vídeo