Versão europeia passa a ser produzida em Melfi, na Itália, e não mais importada do México

À venda na Europa desde meados de 2017, o Compass, SUV médio da Jeep, acaba de receber importantes novidades para o mercado local. Entre as principais, destaque para a estreia do modelo nas linhas de montagem da fábrica de Melfi, na Itália, de onde já sai o irmão menor Renegade. A produção abastecerá todo o continente europeu e substituirá as versões até então importadas de Toluca, no México.

Segundo a FCA, a montagem mais próxima trará importantes benefícios em termos de prazos e entregas, além de agilizar as respostas ao gosto do consumidor local. "O início da produção na Itália permitirá à marca Jeep garantir prazos médios de entrega na fábrica de aproximadamente três semanas", diz a marca.

Galeria: Jeep Compass Limited 2020 - Europa

Outra novidade diz respeito à oferta do câmbio automatizado de dupla embreagem a seco (DDCT) ligado ao novo motor 1.3 turbo. A caixa possui 6 marchas e está disponível na versão de 150 cv e 27,5 kgfm de torque do propulsor, e vem sempre combinada com tração dianteira. Segundo a Jeep, a ideia é atingir uma faixa mais ampla e acessível do segmento, tendo em vista que as versões 4x2 com transmissão automática representam atualmente 28% das vendas.

O propulsor 1.3 tem ainda uma versão de 130 cv, neste caso disponível unicamente com câmbio manual de 6 marchas. Integrante da família GSE (Global Small Engine), este motor tem a missão de substituir o 1.4 turbo MultiAir II, de 140 cv ou 170 cv, oferecido por lá até então. Em breve, será oferecido também no Brasil, tanto no Compass quanto no Renegade e na picape Toro. Por aqui, o 1.3 turboflex vai substituir o atual 2.0 flex Tigershark no Compass, mas ainda não sabemos qual será a transmissão - a FCA trabalha numa automática CVT para o 1.0 turbo dos Fiat, que talvez seja aplicada também no 1.3 a ser usado nos Jeep e na Toro. 

O Compass italiano conta ainda com motor 1.6 turbodiesel MultiJet II de 120 cv e 32,6 kgfm de torque, e a versão híbrida plug-in 4Xe, que rende potências de 190 cv ou 240 cv, dependendo da configuração. Esta variante, que toma como base o motor 1.3 turbo e que também está disponível no Renegade, será ofertada no Brasil em 2021.

Clientes europeus interessados receberão as primeiras unidades do Compass 'made in Melfi' por volta do mês de junho. Os preços ficarão entre 28.750 e 36.500 euros, cerca de R$ 183.620 e R$ 233.120 numa conversão simples. A gama de versões é composta pelos acabamentos Longitude, Night Eagle, Limited e S.

Fotos: divulgação