Ele foi pensado para o mercado europeu; Brasil deve ter modelo diferente

Nada rendeu mais assunto no setor automotivo nas últimas semanas que as investidas que a Toyota prepara para o segmento de SUVs. Começou com a divulgação das primeiras imagens oficiais do Yaris Cross e seguiu com o primeiro flagra do Corolla Cross, este mais interessante para os brasileiros por ser o modelo que a marca vai fabricar em Sorocaba (SP) a partir de 2021.

Mas o Motor1.com apurou, em primeira mão, que a marca japonesa planeja não só um, mas sim dois SUVs para o Brasil. Além do modelo baseado no Corolla, um crossover menor também está nos planos à espera do sinal verde. Terá o Yaris Cross a ver com ele?

Toyota Yaris Cross Básico (flagra)

Fotos do Yaris Cross na versão básica, como estas publicadas pelo Indianautosblog, revelam que o modelo fica bem mais simples do que quando visto nas imagens de divulgação, que valorizam a versão de topo com rodas aro 18" e pintura em dois tons. O modelo de entrada tem rodas de aço menores, cobertas por calotas, e perde o teto pintado em cor diferente, além de outros detalhes visuais. Por dentro, os bancos são de tecido e a multimídia flutuante tem uma cobertura traseira que lembra a do Corolla nacional. 

Mesmo nesta versão, digamos, simplificada, o Yaris Cross mira principalmente o mercado europeu. Com 4,18 m de comprimento, ele aponta para o VW T-Cross, que na Europa é cerca de 10 cm menor que o brasileiro, por ter o entre-eixos do Polo (2,56 m). O SUV japonês tem exatamente os mesmos 2,56 m de entre-eixos, porém com balanços maiores. Usa uma versão menor da plataforma TNGA do Corolla, chamada de GA-B, que também é aproveitada pelo novo Yaris europeu - bem diferente do nosso, que veio do modelo tailandês na base do Etios. 

Toyota Yaris Cross Básico (flagra)
Toyota Yaris Cross

O Yaris Cross terá duas opções de motorização: 1.5 de 3 cilindros com injeção direta, que rende 120 cv e 14,8 kgfm, e uma variante híbrida com esse mesmo 1.5 (porém com 90 cv) mais um motor elétrico de 80 cv - neste caso com tração integral. O câmbio será manual ou automático CVT no primeiro caso e o conhecido e-CVT (transeixo) no segundo. Trata-se de um sistema sofisticado para ter preço competitivo, motivo pelo qual nem a Índia nem o Brasil deverão ter o modelo - entre outros aspectos do projeto, claro. 

O que há de confirmado para o Brasil, por enquanto, é o Corolla Cross, que terá exatamente a mesma plataforma TNGA e o entre-eixos do sedã, além dos motores 2.0 flex e 1.8 híbrido - ou seja, aproveitará boa parte dos componentes do Corolla, o que gera economia de escala. Sendo assim, não deve fugir muito da faixa de preços do sedã, entrando na briga contra Jeep Compass e o futuro VW Tarek, principalmente. Por ser feito no Brasil e ter as motorizações do sedã, ainda terá uma boa distância de preços para o japonês RAV4, que hoje começa acima dos R$ 200 mil. 

Já o inédito SUV compacto tem poucas informações conhecidas. Uma delas diz respeito a uma derivação do pequeno Raize japonês. Sabemos que a Toyota não costuma desenvolver carros para um único mercado, devendo ser algum plano de modelo para Brasil e outros emergentes, como Tailândia e Índia. Na Índia, por exemplo, ganha cada vez mais força o segmento de crossovers abaixo de 4 metros, por uma imposição da lei local, para cobrar menos imposto. Mais fácil apostar em algo assim que no Yaris Cross, mesmo que nesta versão "pé de boi"...   

Fotos: Indianautosblog.com e divulgação

Galeria: Toyota Yaris Cross Básico (flagra)