Versão equipada com propulsor a óleo é preferência entre 55% dos clientes

Oferecido no mercado indiano desde fevereiro, o todo-novo Hyundai Creta 2021 parece ter caído rapidamente no gosto do consumidor local. A despeito do visual polêmico, o modelo tem movimentado as concessionárias da marca e logo no primeiro mês completo de vendas (março) já emplacou mais de 6.700 unidades. 

Nesse total, a participação das versões equipadas com motor 1.5 turbodiesel de 115 cv surpreendeu. De acordo com Tarun Garg, diretor de vendas, aproximadamente 55% dos clientes optaram pelo propulsor a óleo. É um feito e tanto levando em conta que as variantes turbodiesel são sempre mais caras - por lá, os preços variam entre 999.000 e 17,2 milhões de rúpias (cerca de R$ 73.900 e R$ 127.200 numa conversão simples).

Galeria: Novo Hyundai Creta - Índia

Oferecido desde a versão de entrada E até a topo de linha SX (O), o motor 1.5 diesel pode vir ligado a câmbios manual ou automático tradicional, sempre com 6 marchas. Dados de fábrica indicam consumo de 21,4 km/l e 18,5 km/l, respectivamente. O catálogo conta ainda com motores 1.5 aspirado a gasolina de 115 cv e 1.4 turbo também gasolina de 140 cv.

Novo Creta no Brasil

No Brasil, a estreia da nova geração do Creta é aguardada para 2021. Considerando que o SUV começou a ser vendido por aqui em 2017, a renovação visual deverá acontecer ainda no primeiro semestre. O lançamento terá papel estratégico dentro dos planos da Hyundai, principalmente levando em conta o acirramento da concorrência nos últimos meses e a chegada de rivais como Chevrolet Tracker e Volkswagen T-Cross.

Fonte: Hyundai