Versão alongada do utilitário está prevista para 2021, inicialmente para o mercado indiano

O Suzuki Jimny tem conquistado clientes por ser um utilitário compacto bem capaz, mas uma das críticas é que ele é um pouco apertado para quem viaja atrás e falta duas portas traseiras para ele. Especulações na Índia dizem que ele receberá uma variante de quatro portas em 2021, o que animou alguns artistas para criarem projeções de como ele ficará. Depois da imagem do site IndianAutosBlog, agora um usuário do fórum japonês 5ch resolveu criar sua própria ideia do Jimny maior.

As duas imagens feitas pelo usuário anônimo do 5ch são bem realistas a ponto de enganar os desavisados. A primeira mostra uma unidade azul em um posto de gasolina, esticado o suficiente no entre-eixos para que tenha uma porta traseira menor. Ele seguiu os rumores de que o modelo não passará de 4 metros de comprimento, para não exagerar no comprimento do veículo. Os balanços não foram alterados, continuando bem próximos das rodas.

Galeria: Suzuki Jimny Sierra 4 Portas - Novas projeções

Na segunda projeção, feita com o veículo em três quartos de traseira, o artista fez algumas mudanças, como a terceira janela mais curta e a adição de molduras pretas na parte superior dos vidros. Também colocou apliques nas portas. Como foi baseado em uma foto do carro pronto para trilhas, ele está com pneus mais adequados para off-road.

A versão global do Suzuki Jimny é vendida somente com o motor 1.5 aspirado de quatro cilindros, com 108 cv a 6.000 rpm e 14,1 kgfm a 4.000 rpm, podendo trabalhar com o câmbio manual de 5 marchas ou automático de 4 posições, e sempre com tração 4x4. Há rumores de que a versão de quatro portas poderia oferecer uma versão com tração dianteira, para custar menos e melhorar as médias de consumo de combustível.

A princípio, a versão de quatro portas do Suzuki Jimny estaria em desenvolvimento para o mercado indiano, onde a marca japonesa é muito forte e o segmento dos SUVs de até 4 metros está crescendo. No entanto, não descartamos um lançamento em outros países, depois do sucesso do modelo na Europa (onde teve fila de espera por meses). Quem sabe não vire uma opção para o Brasil no futuro?

Assista: Testamos o novo Jimny no Brasil