Apostas vão de versão de rua do Urus ST-X até o esperado Huracán Super Trofeo Omologato de 640 cv

A Lamborghini não monta um carro na sua fábrica em Sant'Agata Bolognese desde 13 de março, quando a produção foi interrompida como consequência da pandemia de coronavírus. O plano inicial era voltar a produzir no dia 25 de março, mas o hiato foi prolongado em mais de um mês e o complexo só voltará a funcionar no dia 4 de maio. O anúncio foi feito nesta semana, junto com uma informação importante que não está diretamente relacionada à volta da fábrica.

O último parágrafo do comunicado enviado à imprensa revela que a Lamborghini pretende fazer uma transmissão online no dia 7 de maio para revelar um novo modelo. Ainda não sabemos qual será, mas a empresa diz que ele irá completar a linha atual. E qual poderia ser? 

Lamborghini Huracan EVO 2020

Mesmo que o Aventador esteja nas ruas há quase uma década, seu substituto não será lançado tão cedo, pois uma reportagem recente revelou que a nova máquina com motor V12 estaria prevista somente para 2024. Pode até vir antes, mas a ausência de flagras mostra que o sucessor do Aventador não vai ser revelado na próxima quinta-feira.

Em outras palavras, devemos esperar por uma nova versão para o Huracán, Aventador ou Urus. Há dois cenários mais prováveis. O primeiro é o Huracán Super Trofeo Omologato (STO), que já aparecia em rumores, e que deve ter o meso motor 5.2 V10 de 640 cv do Huracán Performante, mas com peso total reduzido em 150 kg. Ainda receberia um novo kit aerodinâmico e melhorias vindas do Huracán Super Trofeo de corrida.

A outra possibilidade, que é a que acreditamos ser a mais provável, é uma nova versão do crossover Urus, seja uma variante de rua do ST-X de corrida ou ainda uma opção híbrida plug-in. O sucessor espiritual do LM002 foi lançado há mais de dois anos e até agora não ganhou uma variante mais potente, então está na hora de receber uma nova versão para atrair mais clientes.

Já o Aventador recebeu diversas edições especiais e variantes durante seu longo tempo de vida, culminando no Sian FKP 37, então a Lamborghini não deve ter preparado mais um derivado do esportivo. Claro, podemos estar errados, já que as séries limitadas do Aventador venderam quase imediatamente apesar dos preços altos.

Para fechar, sabemos que a Lamborghini trabalha em mais um modelo, o Squadra Corse, que terá um motor 6.5 V12 de absurdos 842 cv. Porém, sua estreia acontecerá somente no final deste ano, como confirmado pela marca quando divulgou os primeiros teasers.

Fotos: divulgação

Galeria: Lamborghini Urus 2018

Ocultar press releaseMostrar press release

Automobili Lamborghini prepares to restart production on May 4 with people-safety foremost

Sant’Agata Bolognese, 30 April 2020 – Automobili Lamborghini is set to resume its production activities from 4 May, in accordance with the Italian Prime Minister’s decree of 26 April. The Sant-Agata Bolognese company is currently completing all preparatory measures to ensure its people return to work in conditions of maximum safety.

While company activities were temporarily suspended, Lamborghini repurposed some of its departments to produce medical protection masks and visors for St. Orsola Hospital in Bologna, and established a partnership with SIARE Engineering International Group for co-engineering and manufacturing breathing simulators.

The preparation for the 4 May reopening has been the subject of ongoing discussion and definition within the Joint Committee of the Company and Trade Unions on the COVID-19 emergency, set up in the wake of the temporary suspension of company activities on March 13. Over the last weeks, the parties have worked together on a precise safety protocol governing the procedures for returning to work and the equipment to be used in order to ensure the maximum safety of Lamborghini’s workforce, starting with a comprehensive educational campaign.

Stefano Domenicali, Chairman and CEO of Automobili Lamborghini, commented: ”We are ready to restart with great energy, but also with strict protocols for safeguarding what is most precious to us: the safety of our people. This priority is why we were the first Italian automotive company to close and continues to be our guiding principle for a well-reasoned and safe recovery, because we still have not won the battle against COVID-19. We will constantly monitor the contagion’s evolution and be ready to adjust our protocols in accordance with the guidelines provided by the Italian government and the Emilia-Romagna Region, which we would like to thank for their support during this sensitive phase.”

“We continue to nurture the dreams of our fans and customers, and on 7 May, through a virtual launch, we will present a new car in order to complete our model range. We closed the first quarter of 2020 despite the situation with very positive results. From these results we want to secure our swift return to a leadership position, delivering our vehicles once again as soon as our dealers around the world reopen for business.”