Novidade chegará às lojas em 2021, começando pela América do Norte

Primeira grande investida da Hyundai no segmento de picapes, a aguardada Santa Cruz (versão de produção do conceito homônimo apresentado em 2015) está cada vez mais próxima de se tornar realidade. Protótipos com carroceria definitiva intensificam os últimos testes de durabilidade e informações sobre o conjunto mecânico começam a circular com maior nível de fidelidade.

É o caso das opções de motorização. De acordo com reportagem da revista norte-americana Car And Driver, a gama será formada por dois propulsores: 2.4 aspirado e 2.0 turbo, ambos a gasolina. São powertrains já usados em outros veículos da marca e que devem atender tranquilamente às necessidades da picape. Nos dois casos, o câmbio será automático de 8 marchas com tração integral oferecida como opcional.

Galeria: Hyundai Santa Cruz - Novos flagras

Como já dito, a expectativa da Hyundai é explorar o mercado norte-americano, onde o apetite por picapes é cada vez maior. A estratégia de lançamento, porém, será exclusiva. "Criaremos uma nova classe de compradores”, disse em certa ocasião o executivo Michael O'Brien. Isso porque a Santa Cruz será construída sobre a plataforma do próxima geração do Tucson, com estrutura monobloco, e estilo alternativo às picapes feitas sobre chassi. Ou seja, será a mesma fórmula adotada pela Honda Ridgeline (que usa arquitetura do SUV Pilot), mas com porte inferior e mais próximo, por exemplo, ao da Fiat Toro - que também usa o mesmo tipo de construção (base derivada do Jeep Renegade). A carroceria terá sempre cabine dupla, com quatro portas e capacidade para levar 5 ocupantes.

Jovens de até 30 anos serão o público-alvo e, para atender às necessidades desse nicho, diversos recursos serão oferecidos, incluindo itens de personalização e utilidade prática. A caçamba, por exemplo, poderá ser equipada com uma série de acessórios de fábrica, como extensores, trilhos e ganchos de amarração. A ideia é ampliar a área de carga o suficiente para levar desde caiaques e equipamentos de camping até motocicletas e bicicletas. 

Já no visual, haverá bastante diferenças em relação ao conceito de 2015. Dada a passagem de tempo entre a apresentação conceitual e o lançamento definitivo, as linhas tiveram de ser trazidas para a atual realidade estética da marca. Protótipos flagrados já deixaram escapar que a dianteira terá traços bastante agressivos, com faróis divididos, ao melhor estilo dos novos SUVs da marca.

Hyundai Santa Cruz - Novos flagras

A produção será concentrada na fábrica de Montgomery, estado norte-americano do Alabama, onde já é produzido o SUV Santa Fe. A chegada às lojas acontecerá em 2021, começando pelos Estados Unidos. Preços devem ficar na casa dos US$ 25.000, cerca de R$ 130.000 numa conversão direta.