Marca culpa custo para desenvolvimento de motorização híbrida e normas anti-poluição mais rígidas na Europa

O vai e vem da Ford com a possibilidade de uma nova geração do Focus RS está bem cansativo, mas parece ter chegado ao fim. Um porta-voz da fabricante disse à revista inglesa Autocar que não há planos para produzir uma nova versão do esportivo, pondo fim às especulações sobre o hatch médio - e até contradizendo a própria empresa, já que outro porta-voz havia dito ao site australiano CarAdvice de que ainda era cedo para falar do carro.

Desde que a Ford lançou a quarta geração do Focus há dois anos, os entusiastas estavam esperando por notícias sobre o Focus RS, a versão mais potente do hatch médio. Porém, rumores começaram a aparecer no ano passado, dizendo que ele só seria possível caso adotasse uma motorização híbrida, por conta das regras de emissões mais rígidas que a Europa adotou. Enquanto alguns sites, como o Caradisiac, reportavam o fim do modelo, a Ford Austrália disse que era muito cedo para especular sobre o Focus RS pois ele normalmente é lançado perto do fim do ciclo da geração atual.

Aparentemente, o tempo acabou. O porta-voz da Ford disse à Autocar que não haverá um novo Focus RS por conta das novas regras na Europa e o custo alto para desenvolver uma motorização híbrida poderosa o suficiente para o hatch. A marca não conseguiu justificar os gastos para um veículo de baixo volume de vendas, matando as possibilidades de um Focus RS híbrido de 400 cv.

A notícia é triste, mas não inesperada. Os problemas com a motorização já foram notícia desde agosto do ano passado, seguido por rumores de que a Ford poderia usar um motor elétrico no eixo traseiro do RS. Sem o Ford Focus RS, o Focus ST será a versão mais potente do hatchback médio e acabando com um dos esportivos mais famosos da marca, principalmente na Europa.