Escritórios e linha de produção foram higienizadas e marca fará teste de temperatura e oxigenação do sangue em todos os funcionários

Com 13.216 casos registrados de coronavírus e 1.400 mortes, a Suécia acredita que mantém a pandemia sob controle no país. Seguindo este posicionamento e com acordo dos sindicatos locais, a Volvo tomou a decisão de reabrir a fábrica em Torslanda (Suécia). A medida também será adotada para o complexo em Ghent (Bélgica), mas com produção reduzida, e com as linhas de montagem de motores e carrocerias em Skövde e Olofström. Já a fábrica nos Estados Unidos só retornará no dia 11 de maio.

"Temos uma responsabilidade em relação a nossos funcionários e fornecedores para reiniciar as operações agora que a situação permite. A melhor coisa que podemos fazer para ajudar a sociedade é encontrar maneiras de reiniciar a companhia de maneira segura, salvaguardando a saúde das pessoas e seus empregos", afirma Håkan Samuelsson, CEO da Volvo Cars.

Galeria: Volvo XC40 2018 - Produção

Para não colocar os funcionários em risco, a Volvo higienizou as fábricas e os escritórios e intensificará as rotinas de limpeza, além de fazer testes de temperatura e oxigenação do sangue com todos os empregados. Haverá um distanciamento social nos escritórios, com um novo layout para mesas, salas de reunião e até para os restaurantes internos, além de limitar a quantidade de pessoas em cada local. Onde não for possível fazer o distanciamento, a marca tomará outras medidas de proteção.

Retorno de mais fabricantes

Aos poucos outras marcas também irão reiniciar a produção na Europa. A Volkswagen anunciou que voltará a fabricar em duas linhas de montagem a partir do dia 20, aumentando o número no dia 27. A Toyota é outra que confirmou os planos de reabrir suas fábricas na França e Polônia a partir de 22 de abril, com um turno único durante duas semanas. A Hyundai foi mais rápida e retomou a produção na República Tcheca nesta semana e promete reabrir a fábrica na Turquia na semana que vem.

No Brasil, até agora apenas a Volkwagen se pronunciou a respeito de reabrir suas fábricas no decorrer de maio, mas ainda sem data definida.