Ele chega em junho e promete mexer com o segmento - até dentro de casa

A VW mal começou a mostrar o Nivus e o novo crossover já está dando o que falar - inclusive dentro de casa. Afinal, para muita gente o modelo deve fazer sucesso a ponto de criar problemas na própria marca, roubando vendas não somente do Polo (modelo do qual ele deriva) como também do T-Cross (por disputarem clientes parecidos). Como o lançamento só acontecerá em junho, ainda teremos de esperar até lá para saber tudo sobre o Nivus, e principalmente como é dirigi-lo. Mas desde já é possível determinar quais serão suas principais armas contra os rivais, incluindo o duelo fraterno contra o T-Cross. É o que mostramos a seguir.  

 

Espere pelo Nivus se você...

 

Gosta do design mais arrojado

Galeria: Volkswagen Nivus (sem camuflagem)

A VW é mundialmente reconhecida pela sobriedade do design de seus carros, como o Polo e o T-Cross, que são exatamente o que esperamos de um hatch e um SUV compacto da marca, respectivamente. A sacada do Nivus é justamente sair um pouco desta homogenização visual, investindo num teto curvado estilo cupê e numa dianteira de traços mais agressivos nos faróis (em LED), grade e capô. Além disso, a traseira com caimento suave dá um aspecto bem diferente dos irmãos, com as lanternas elevadas (e que atravessam a tampa) garantindo mais um tempero na diferenciação. Para arrematar, as rodas aro 17" terão desenho exclusivo.     

 

Precisa de porta-malas maior

VW Nivus Porta Malas

A traseira avançada do Nivus teve efeito não só visual: ao alongar o comprimento do crossover para 4,26 m (6 cm a mais que o T-Cross), ela permitiu ao porta-malas ter uma capacidade de 415 litros. É maior que o próprio compartimento do T-Cross (373 litros) e também não precisou da artimanha de chegar o encosto do banco traseiro para a frente para ganhar espaço (recurso existente no SUV, mas que sacrifica o conforto de quem vai atrás). Para completar, a tampa tem ampla abertura, facilitando o acesso e retirada de objetos mais volumosos.  

 

Quer os novos itens

Volkswagen Nivus - Teaser
Volkswagen Nivus - Teaser

O Nivus terá a primazia de estrear diversos componentes na linha VW nacional. Ele vai trazer, por exemplo, a nova central multimídia VW Play, com tela de 8" e interface totalmente desenvolvida no Brasil. Promete ser mais fácil e intuitiva de usar, além de permitir fazer compras online, por exemplo. O crossover também foi escolhido para inaugurar o novo logotipo da Volkswagen por aqui, bem como o novo volante que apareceu pela primeira vez no T-Cross europeu (o mesmo do Golf 8). Já na parte de segurança, o Nivus terá opção do piloto automático adaptativo e da frenagem automática de emergência, itens até então só oferecidos em modelos como Tiguan e Passat. Já o cluster digital de 10,25" (Active Info Display) será o mesmo do T-Cross.  

 

Fique com o T-Cross se você... 

 

Prioriza espaço interno

Chevrolet Tracker x VW T-Cross

O Nivus acabou ficando mais comprido que o T-Cross, mas esse incremento está todo no balanço traseiro - ou seja, se reflete apenas no porta-malas. Na cabine propriamente dita, o T-Cross seguirá mais espaçoso, pois sua base veio do Virtus (com 2,65 m de entre-eixos) e não do Polo (com 2,56 m, como o Nivus). Além disso, sua altura é bem maior que a do crossover: 1,57 m contra 1,49 m. Ou seja, na prática, o SUV oferecerá mais espaço tanto para as pernas quanto para a cabeça dos ocupantes. 

 

Faz questão do motor 1.4 TSI 

Chevrolet Tracker x VW T-Cross

A VW reservou para o T-Cross topo de linha (Highline) a oferta do motor 1.4 TSI de 150 cv e 25,5 kgfm, de 4 cilindros, o mesmo que era do Golf e hoje está sob o capô das versões GTS de Polo e Virtus. Em nossos testes instrumentados, o T-Cross Highline 1.4 acelerou de 0 a 100 km/h em 9,1 segundos, enquanto a versão Comfortline equipada com o motor 1.0 TSI (128 cv e 20,4 kgfm) cumpriu a mesma prova em 10,7 s. A princípio, o Nivus só terá o conjunto formado pelo motor 1.0 TSI de 3 cilindros ligado ao câmbio automático de 6 marchas.  

 

Quer o câmbio manual

VW T-Cross 200 TSI MT - Teste

Parece contrassenso (e é), mas apenas o T-Cross oferece câmbio manual na versão 1.0 TSI - que nem Polo nem Nivus contarão, apesar da proposta mais esportiva desses. Trata-se da caixa MQ-200 de 6 marchas, que oferece ótimos engates e faz da versão de entrada do SUV (200 TSI) também a mais divertida de dirigir. Para se ter um parâmetro, a aceleração de 0 a 100 km/h baixou de 10,7 s na versão automática para 9,9 s na manual, segundo os testes do Motor1.com. Sem falar que o consumo também sai favorecido. Mas a VW sabe da preferência esmagadora do público desta faixa de preços pelo câmbio automático, e daí a decisão de não ofertar a caixa manual no Nivus - que também não deve se manter por muito tempo no T-Cross...  

Fotos: divulgação e arquivo Motor1.com

Galeria: VW T-Cross 2020