Expectativa é que chegue às lojas no segundo semestre

Era um movimento até esperado, mas que agora se confirma com o registro das patentes no INPI (Instituto Nacional da Propriedade Industrial): a nova Yamaha MT-03 está pronta para estrear no Brasil, seguindo as novidades da irmã carenada YZF-R3, como design remodelado, novo painel e suspensão dianteira invertida. O lançamento estava previsto para o primeiro semestre, mas com a crise do coronavírus deve ficar para a segunda metade do ano, já como linha 2021.

O primeiro impacto da nova MT-03 é o visual meio "Jaspion" causado pela transformação do conjunto óptico em um bloco com três luzes em LED que parecem formar uma boca com olhos puxados, como se fosse um robô. As mudanças seguem pelas carenagens, tanque de combustível e assento, além de haver novos grafismos e piscas em LED.

Yamaha MT-03 2020

O painel acompanha a mudança da R3 e troca o grande conta-giros analógico com velocímetro digital por um conjunto totalmente digital, com conta-giros em barrinha na parte superior do visor. Na parte técnica, a novidade fica para o novo conjunto de suspensão, agora com bengalas invertidas da Kayaba (370 mm) na dianteira e um amortecedor ajustável em pré-carga na traseira. O chassi tubular em aço do tipo diamond não teve alterações.

Galeria: Yamaha MT-03 - Registro no Brasil

A nova MT-03 mantém o motor de 321cc da YZF-R3, com dois cilindros paralelos e transmissão de 6 marchas. Entrega 42 cv de potência a 10.750 rpm e 3 kgfm de torque a 9.000 rpm, prometendo diversão de sobra para pilotos iniciantes e até mais experimentados. As rodas de 17 polegadas têm o mesmo design que a geração anterior, usando freios a disco de 298 mm na frente e 220 mm na traseira, com ABS de série.

Yamaha MT-03 2020
Yamaha MT-03 2020

Assim como a renovada R3 respondeu ao lançamento da Kawasaki Ninja 400, a nova MT-03 vem encarar a nova Z400, que compartilha com a Ninja o motor bicilíndrico de 399 cc que gera 48 cv e 3,9 kgfm. A naked compacta da Kawa hoje sai por R$ 23.690, contra R$ 23.530 da atual MT-03, o que não deixa margem para aumentos caso a Yamaha queira manter a competitividade do modelo renovado. 

Fotos: divulgação e reprodução INPI 

Galeria: Yamaha MT-03 2020