Nova geração conquistou 86,54 pontos de um total de 100 possíveis

Apresentada na Ásia em novembro do ano passado, a nova geração do Honda City acaba de ser submetida ao primeiro teste de colisão na região. Conforme explica a imprensa local, o modelo passou pelas provas do chamado ASEAN NCAP e ganhou destaque ao conquistar a nota máxima de 5 estrelas - resultado semelhante ao alcançado pelas gerações anteriores em 2012 e 2014, respectivamente.

Levando em conta o desempenho nos testes de impacto frontal, lateral e recursos de segurança disponíveis, o sedã alcançou pontuação geral de 86,54 pontos (de um total de 100 possíveis). Especificamente, foram 44,83 pontos na proteção para ocupantes adultos, 22,82 pontos para proteção de ocupantes infantis e 18,89 pontos para tecnologia de assistência à segurança.

Galeria: Honda City 2020 (Tailândia)

As provas levaram em conta as especificações da variante tailandesa, que conta com 6 airbags, freios ABS com EBD, controle de estabilidade, assistência de arranque em subidas, alerta de frenagem de emergência e câmera de ré. A expectativa é que o bom desempenho se repita nos testes do Global NCAP, já que os protocolos do ASEAN NCAP têm se tornado cada vez mais rigorosos.

Nesta nova geração, o City passou a medir 4,553 metros de comprimento (+ 93 mm), 1,748 m de largura (+ 53 mm) e 1,467 m de altura (- 28 mm), com 2,589 m de entre-eixos (- 11 mm). A suspensão continua independente MacPherson na dianteira e eixo de torção na traseira, mas recebeu tecnologia para redução de atrito (que a Honda diz ter melhorado em 50% na comparação com o City atual). A direção segue com assistência elétrica, agora com diâmetro de giro reduzido em 0,6 metro para facilitar as manobras. Já os freios continuam com discos ventilados na dianteira e tambores na traseira.

Novo City no Brasil

Por aqui, a chegada da nova geração do City é aguardada para 2021. O motor 1.0 turbo de 122 cv e 17,6 kgfm de torque será oferecido, mas ainda é incerta a estratégia a ser seguida. Se for mantida a tática atualmente vista nos modelos Civic e HR-V, o propulsor deverá ser ofertado apenas nas versões topo de linha, com o possível nome Touring, mantendo o atual 1.5 nos acabamentos de entrada e intermediários. O novo Fit, já apresentado no exterior, também deverá receber o powertrain. 

Fonte: Autocar India