Índia será o primeiro país a receber o modelo, mas o Brasil também está nos planos

Considerado um dos lançamentos mais especulados da Jeep nos últimos anos, o tão aguardado SUV de entrada da marca não deve demorar mais que um ano para finalmente se tornar conhecido. Conforme explica a imprensa da Índia, o modelo estreará por lá em 2021 e será estratégico para as ambições locais da marca em termos de crescimento e posicionamento no mercado.

Os indianos serão os primeiros a receber a novidade, mas outros países emergentes também podem estar na rota da FCA - inclusive o Brasil. A ideia será posicionar o modelo na base do portfólio global da empresa (abaixo do Renegade, portanto), praticar preços competitivos e rivalizar diretamente com Hyundai Venue, Suzuki Vitara Brezza e o futuro Kia Sonet.

Galeria: Jeep: Plano 2018-2022

Assim como os principais rivais, o 'baby Jeep' também terá comprimento limitado aos 4 metros. Na Índia, em especial, a medida é considerada estratégia e veículos enquadrados nessa limitação acabam recolhendo menos impostos. Fontes ligadas ao projeto falam também no lançamento de uma versão híbrida e na presença de uma série de recursos de conectividade no interior, uma vez que será um carro com foco voltado para o público jovem.

Uma eventual concorrência interna com o Renegade não é considerada uma preocupação, tendo em vista que este mudará de geração em 2022 e ficará maior, abrindo espaço abaixo para o irmão caçula - o Renegade atual, para efeito de comparação, mede 4,23 metros de comprimento. O problema é como a Fiat ficará dentro dessa estratégia, já que desenvolve dois novos SUVs para lançar também em 2021.

A plataforma a ser usada ainda não foi revelada, mas a tendência é que seja a mesma base da próxima geração do Fiat Panda 4x4. Uma das grandes preocupações, vale lembrar, é não abrir mão da capacidade off-road que caracteriza o DNA da Jeep. A produção indiana será concentrada na fábrica de Ranjangaon, onde já é feito o Compass. A planta receberá ainda um terceiro modelo, posicionado no topo da gama e com capacidade para levar até 7 pessoas. Esse carro também será produzido no Brasil (em Goiana, Pernambuco) e já foi flagrado por aqui