Sedã evoluirá em design e ganhará interior mais sofisticado. Versão híbrida está nos planos

Há duas gerações desenvolvidos em conjunto e equipados com as mesmas soluções de mecânica e design, Sandero e Logan devem manter a relação de proximidade praticamente intacta também na próxima linhagem. Prova disso é que menos de uma semana depois de o hatchback ser flagrado em testes, o irmão sedã aparece rodando com o mesmo nível de camuflagem.

As imagens revelam o modelo já em carroceria de produção e confirmam que o design será compatilhado - ou seja, a estratégia de independência vista em muitas duplas de compactos, como os Nissan March e Versa, aparentemente não será adotada. Fica a expectativa para linhas marcantes e com personalidade, conforme prometido pelo chefe de design Laurens van den Acker. 

Galeria: Flagra: Novo Dacia Logan 2021

Assim como o Sandero, o Logan deixará de lado a arquitetura B0 e passará a ser montado sobre a moderna plataforma CMF-B, a mesma do novo Clio europeu, porém em uma variante de baixo custo batizada de LS (Low Specification). Conforme mostram as imagens, a nova estrutura deixará o carro ligeiramente mais comprido e mais largo, além de mais seguro e dinâmico em termos de dirigibilidade. Para tanto, haverá uso de aços mais resistentes na concepção da carroceria e novos sistemas de assistência à condução.

Flagra: Novo Dacia Logan 2021
Flagra: Novo Dacia Logan 2021

Outra novidade diz respeito à motorização. Nesse quesito, especula-se a adoção do novo motor 1.0 turbo de três cilindros, batizado de TCe, que entrega 100 cv e 16,3 kgfm. O propulsor já é usado na Europa e está começando a equipar alguns modelos em países emergentes, como a minivan Triber na Índia. O motor 1.0 aspirado será mantido, assim como o 1.6, que pelo menos no mercado europeu receberá um sistema híbrido-leve para ser tornar mais econômico e menos poluente. Fecharão o pacote os conhecidos dCi turbodiesel de 85 cv e 115 cv.

O lançamento, em versão Dacia, é aguardado para o fim do ano - provavelmente durante o Salão de Paris - mas a chegada ao Brasil ainda demora. Por aqui, modelo Renault (com design próprio na grade dianteira) deve surgir apenas em 2022, já que o Logan atual foi recentemente reestilizado. O mesmo vale para o Sandero.

Fonte: Automedia