Fabricante procura engenheiro para fazer verificações finais do carro antes do lançamento

A Ford divulgou uma vaga para engenheiros nos Estados Unidos, algo que não seria motivo para virar notícia. O interessante é que a descrição revela que é para trabalhar na nova geração do Ford Mustang, chamada internamente como S650, e revela que ele será lançado em 2022, como modelo 2023. Até então, as informações divulgadas pela imprensa diziam que ele deveria ser lançado neste ano, mas que a fabricante adiou para 2021.

Galeria: Ford Mustang 2022 - Anúncio de emprego

A vaga de emprega, divulgada no LinkedIn, mostra que a Ford quer um engenheiro para a equipe responsável pelo isolamento acústico do carro e que iria trabalhar no complexo em Flat Rock (EUA). Até o momento da publicação desta notícia, a vaga estava aberta e o candidato entrará no time que fará as últimas verificações do Ford Mustang 2023 antes que ele seja lançado. Se o LinkedIn não é prova o suficiente, se candidatar para a vaga leva para um dos sites da Ford, que repete todos os detalhes vistos na rede social.

De acordo com uma reportagem do Automotive News publicada em agosto de 2018, o novo Mustang estava previsto para algum momento deste ano, porém o CEO da Ford Jim Hackett teria decidido adiar o lançamento em um ano. Agora parece que teremos que esperar ainda mais pela sétima geração do esportivo.

A nova data de lançamento não é uma surpresa já que a Ford ainda trabalha em mais algumas novidades para a geração atual. Há quem diga que o Mustang Mach 1 finalmente será lançado neste ano e a Ford já anunciou que irá lançar neste ano o Mustang Hybrid, prometendo que ele terá o mesmo desempenho que a versão V8. Já aqui no Brasil, a novidade é a chegada do Mustang Black Shadow, com um novo pacote visual.

A geração atual do Ford Mustang foi lançada em 2015 e, mesmo que tenha caído 4,4% nas vendas nos EUA em comparação ao ano anterior, ainda superou o Dodge Challenger e Chevrolet Camaro. A fabricante entregou 72.489 unidades do Mustang no ano passado, tornando-se o esportivo mais vendido no país pelo quinto ano seguido.