Pacote custa R$ 800 e adiciona controles de estabilidade, tração e assistente de partida em rampas

Preparando-se para a obrigatoriedade do controle de estabilidade a partir de 2022, o Hyundai HB20 teve uma mudança em sua linha, passando a oferecer um pacote opcional que adiciona o equipamento de segurança (que inclui também o controle de tração e o assistente de partida em rampas) para os modelos com transmissão manual. O item custa R$ 800 e também é oferecido para o sedã HB20S na versão 1.0 Vision.

Galeria: Hyundai HB20 2020

A alteração já aparece no configurador do Hyundai HB20 no site oficial. Ele lista o hatch na versão 1.0 Sense com o Safety Pack por R$ 47.290, enquanto a variante Vision 1.0 custa R$ 49.790. Quem ainda quiser incluir a central multimídia blueMedia no HB20 terá que pagar R$ 51.290. O opcional também está disponível para o hatch com o motor 1.6 e câmbio manual, custando R$ 58.790. A partir da versão 1.0 Evolution manual e da 1.6 Vision automática, o item de segurança passa a ser de série.

No caso do sedã HB20S, o ESP é oferecido somente na versão 1.0 Vision manual, custando R$ 56.190. Isso porque ela é a única na linha do carro que não conta com controle de estabilidade e tração. O aventureiro HB20X tem os equipamentos de série em suas duas versões.

A ausência do ESP nas versões mais básicas do HB20 foi uma das críticas que o carro recebeu no lançamento, já que o item está disponível de série em três de seus principais oponentes: Chevrolet Onix, Toyota Yaris e Volkswagen Polo. Até o Toyota Etios, mais antigo do que a geração atual do hatch coreano, já conta com o equipamento desde a versão de entrada.

Desde o dia 1º de janeiro, todos os carros que sejam projetos novos devem vir de série com controle de estabilidade. A mudança para os demais automóveis acontecerá apenas em 2022, quando o item passará a ser obrigatório para todos os carros e comerciais leves. A mesma regra serve para o aviso de cinto de segurança não afivelado. E desde 29 de janeiro, os cintos de segurança de três pontos, Isofix e encosto de cabeça central também são obrigatórios, estes para todos os carros em produção – motivo derradeiro que fez a Fiat Weekend sair de linha.