Produção na Espanha será encerrada apenas dois anos depois do lançamento, diz jornal

Depois de fracassar comercialmente em seu primeiro ano de vendas e ter seus planos de produção cancelados na Argentina, a picape Mercedes-Benz Classe X não poderia ter outro destino a não ser deixar definitivamente o mercado. De acordo com informações do jornal espanhol La Vangardia, a Daimler já bateu o martelo e decidiu que a camionete deixará em breve as linhas de montagem da fábrica de Barcelona, na Espanha - única no mundo a produzi-la. A unidade é de propriedade da Nissan e, além da Classe X, fabrica outros dois frutos da mesma plataforma: a Frontier e a Renault Alaskan. As razões para a decisão não foram especificadas, mas especulações apontam principalmente para as vendas baixas e desentendimentos contratuais gerados entre alemães e japoneses.

Galeria: Mercedes-Benz Classe X

Como dito, a Classe X nasceu há pouco mais de dois anos como fruto de um projeto conjunto firmado entre os grupos Daimler e Renault-Nissan. A ideia era reduzir custos e tempo de desenvolvimento através do compartilhamento da mesma plataforma das picapes Frontier e Alaskan, porém com design próprio, motores exclusivos e posicionamento premium. O resultado parece não ter agradado à maioria do público (que reclamava das semelhanças com a prima japonesa e do excesso de simplicidade para um modelo da Mercedes-Benz).

No primeiro ano completo de vendas, 2018, a picape decepcionou e emplacou penas 16.700 unidades, sendo oferecida na Europa, Austrália e África do Sul. Para efeito de comparação, Toyota Hilux e Ford Ranger emplacaram no mesmo período 549.585 e 267.207 unidades, respectivamente. Em 2019, os números foram ainda piores: apenas 8.000 exemplares saíram da fábrica espanhola.

Mercedes-Benz Classe X V6
2018 Mercedes X-Class

A promessa era ampliar os números com o lançamento em mercados sul-americanos, em especial o Brasil. Para tanto, a Mercedes planejava produzir a Classe X localmente e usar as instalações da Nissan em Santa Isabel, na Argentina, como parte do acordo anteriormente firmado. Os planos, porém, acabaram frustrados. Executivos de ambas as empresas se desentenderam quanto a acertos contratuais e a produção no país vizinho foi cancelada. Otimistas ainda tinham esperança de que a Mercedes trouxesse o modelo através de lotes importados da Espanha, mas a notícia de que a produção por lá será encerrada enterra completamente qualquer expectativa.

Na prática, o único país sul-americano que recebeu oficialmente a Classe X foi o Chile, que ainda oferta a picape por meio de unidades importadas da fábrica espanhola. Com o fim de linha anunciado, o modelo brevemente sairá do catálogo.