Versão de entrada LT está sendo vendida por R$ 83.990, enquanto a série Midnight custa R$ 96.990

A nova geração do Chevrolet Tracker está quase entre nós, então a General Motors está dando grandes descontos para zerar os estoques do modelo anterior. Os abatimentos chegam a até R$ 12 mil, nas versões LT e Midnight. Com as reduções, a variante de entrada está sendo vendida por R$ 83.990, ante os R$ 94.990 cobrados normalmente no preço de tabela, enquanto o Tracker Midnight está custando R$ 96.990.

Galeria: Chevrolet Tracker 2019

Na versão LT, a mais básica da linha, o Chevrolet Tracker conta com ar-condicionado, central multimídia com tela de 7” compatível com Android Auto e Apple CarPlay, direção elétrica, controle de estabilidade e tração, assistente de partida em rampas, start-stop, vidros e travas elétricas nas quatro portas, controle de cruzeiro, Isofix e mais. Está sendo oferecido por R$ 83.990 à vista, um desconto de R$ 11 mil. Financiado, ele sai por R$ 67.192 de entrada mais 12 vezes de R$ 1.428,50 com taxa zero.

Quem quiser o carro um pouco mais equipado pode escolher o Tracker Midnight, edição especial com detalhes pretos e mais itens, tais como câmera de ré, faróis com projetor, rodas de alumínio de 18”, teto solar, chave presencial, etc. Ele está custando R$ 96.990, R$ 12 mil a menos do que na tabela, caso seja comprado à vista. O plano de financiamento eleva o valor para R$ 97.806,45, com 71,9% de entrada e saldo em 35 prestações de 779,74, com taxa 0%.

Ambas as versões utilizam o motor 1.4 turbo, mesmo do Cruze, que entrega 153 cv a 5.200 rpm e 24,5 kgfm de torque máximo a partir de 2.000 rpm. Trabalha exclusivamente com o câmbio automático de 6 marchas com conversor de torque, tracionando as rodas dianteiras.

Galeria: Chevrolet Tracker 2020

Nova geração em fevereiro

Enquanto isso, a General Motors faz os últimos ajustes no novo Chevrolet Tracker, programado para chegar às lojas no final de fevereiro. O crossover compacto agora será produzido em São Caetano do Sul (SP), ao invés de vir do México, o que ajudará a ter preços menores e volume para disputar com os líderes do segmento. Ele utiliza a mesma plataforma que o novo Onix e o Onix Plus, adotando também o motor 1.0 turbo de três cilindros, que gera 116 cv e 16,8 kgfm. Ainda terá uma opção 1.2 turbo, com cerca de 140 cv, nas versões mais caras.