Ele é vendido na China com nome de Breeze

A Honda registrou o Breeze no Brasil. Mais para proteger o desenho do que propriamente por um estudo de viabilidade para nosso mercado, as patentes mostram o irmão chinês do CR-V. Trata-se de uma variante com design mais próximo do Civic (uma aplicação exata da filosofia Solid Wing Face) e com entre-eixos alongado em 4 cm (de 2,62 para 2,66 m), fazendo com que o SUV chegue a 4,63 m de comprimento.  

Em termos visuais, o Breeze se destaca pelos faróis mais retilíneos e pela grade do tipo barra com "sobrancelhas" que se estendem sobre o conjunto óptico. O para-choque também é diferente, com linhas mais agressivas e uma pequena fenda nas laterais. Capô e para-lamas completam as mudanças. Na traseira, as lanternas deixam de subir pelas colunas e ficam mais finas e elegantes, enquanto a tampa possui um vinco na altura da parte superior da placa. 

Honda Breeze/CR-V - Imagens de registro

Lançada na Brasil em 2018, a atual geração do CR-V marcou a substituição do motor 2.0 aspirado pelo 1.5 turbo com 190 cv e 24,5 kgfm de torque, sempre ligado ao câmbio automático do tipo CVT e com tração integral sob demanda. Por aqui, o modelo é vendido somente na versão topo de linha Touring, tabelada a R$ 194.900. 

Honda Accord e CR-V Hybrid - Primeiras impressões
Honda Breeze

Para enfrentar o principal rival, Toyota RAV4 Hibrid, a Honda já anunciou que terá 3 modelos eletrificados no país até 2023, sendo o primeiro o Accord Hybrid (único já confirmado) e o CR-V Hybrid o mais cotado para ser o segundo. Mas e aí, você prefere o visual do CR-V original ou o da versão chinesa? Deixe sua opinião nos comentários. 

Fotos: divulgação e reprodução

Galeria: Honda Breeze/CR-V - Imagens de registro