Mudança será acompanhada do motor 1.3 turboflex

Lançado em setembro de 2016, o Jeep Compass se prepara para ganhar sua primeira reestilização, prevista para 2021. Como se trata de um modelo global, não estranhe o fato de que o primeiro flagra da versão reestilizada se deu na China (por meio do site Autohome), onde o modelo foi fotografado com praticamente toda a carroceria coberta - embora a camuflagem mais pesada esteja na dianteira, onde ocorrerão as principais mudanças.

No design, são esperadas mudanças leves nos faróis, grade e para-choque frontais, apenas para dar um ar renovado ao Compass. Já a traseira da unidade flagrada não aparenta ter nenhuma alteração visível, nem mesmo na parte interna das lanternas - vale lembrar que o Renegade manteve o formato da lanterna na reestilização, mas com uma nova lente. Também deve haver novas opções de roda. 

O flagra da parte interna, também camuflada, mostra que haverá uma mudança no console central, atrás da alavanca de câmbio - embora ainda não seja possível precisar qual será o novo layoute da peça. O volante e as alavancas de seta e limpador são as mesmas do carro atual. 

Jeep Compass 2021
Jeep Compass 2021

É sob o capô que estará a grande novidade do Compass 2021. O 2.0 Tigershark importado das versões flex sairá de cena para dar lugar ao novo Firefly 1.3 turboflex, com possível manutenção do câmbio automático de 6 marchas - há quem diga que pode ganhar uma caixa CVT, assim como os Fiat Argo e Cronos. A potência deverá ficar em torno dos 180 cv, com toque de 27,5 kgfm. Já o propulsor 2.0 turbodiesel (170 cv e 35,7 kgfm) deverá ser apenas atualizado, mantendo a transmissão de 9 marchas e a tração 4x4. 

Outra atração prevista para o Compass é a versão híbrida plug-in, mostrada recentemente na Europa e nos EUA, e que começará a ser fabricada na Itália no segundo semestre. A ideia da Jeep é trazê-la ao Brasil importada para complementar a gama do modelo e, num segundo momento, passar a produzi-la em Goiana (PE). Batizada de 4xe, a versão Hybrid une o motor 1.3 turbo (neste caso somente a gasolina) para o eixo dianteiro a um elétrico para impulsionar o eixo traseiro, totalizando 240 cv de potência e com possibilidade de rodar até 50 km no modo totalmente elétrico. 

O lançamento no Brasil está previsto para o primeiro semestre de 2021, lembrando que a produção dos Firefly turbo 1.0 e 1.3 está prevista para o final deste ano.

Fotos: Autohome  

Galeria: Flagra: Jeep Compass 2021