No geral, porém, segmento de cupês esportivos amargou queda em relação a anos anteriores

Representantes de um dos segmentos mais característicos do mercado norte-americano, Ford Mustang, Dodge Challenger e Chevrolet Camaro fecharam o ano de 2019 com números comerciais bastante distintos. No geral, os três ainda representam fatia importante do nicho de esportivos, mas todos recuaram em relação aos anos anteriores. O Mustang, por exemplo, mais uma vez alcançou a liderança da categoria ao emplacar 72.489 unidades, porém caiu 4,4% na comparação com 2018. Na prática, 2019 foi o pior ano comercial do esportivo nesta sexta geração. Para efeito de comparação, no ano do lançamento, em 2015, o pony car vendeu 122.439 exemplares.

Galeria: Ford Mustang 2.3L High Performance Package 2020

Na sequência, o Challenger repetiu o resultado de 2018 e novamente ficou em segundo lugar, à frente do Chevrolet Camaro. Ao todo, foram 60.997 unidades entregues em 2019, o que, assim como o Mustang, representa queda em relação ao ano passado - neste caso, de 9%. Por sua vez, o Camaro caiu 5,3%, fechando o ano com 48.265 exemplares entregues. Não chega a ser um resultado animador, mas ainda assim muito melhor que o recuo de 25% registrado de 2017 para 2018, quando o modelo passou por uma controversa reestilização.

Dodge Challenger 2019
Chevrolet Camaro 2020

Desde a recessão econômica de 2008, o mercado de carros esportivos nunca mais foi o mesmo nos Estados Unidos. Atualmente, o principal fator motivador de queda é o avanço de outras categorias, principalmente SUVs e picapes.

Fotos: Divulgação