Marca ainda prepara versão menor, que deve substituir ASX. Ambos terão variante híbrida plug-in

A terceira geração do Mitsubishi Outlander foi lançada há quase oito anos e passou por duas reestilizações para manter o crossover competitivo, mas está na hora de mudar. A fabricante trabalha a todo vapor no novo modelo, que apareceu em testes algumas vezes. Agora a empresa confirma que fará a apresentação do SUV no 2º semestre de 2020, com uma plataforma da aliança Renault-Nissan-Mitsubishi. A informação foi revelada por Bernard Loire, chefe da divisão europeia da marca, em entrevista ao site Automotive News Europe.

Galeria: Flagra: Mitsubishi Outlander 2021

Loire ainda disse que a Mitsubishi irá mostrar um crossover menor na mesma época que o novo Outlander. O CEO não deu detalhes, mas disse que ambos oferecerão uma variante híbrida plug-in. Pode ser que não seja um veículo inédito, e sim o novo ASX, conhecido em alguns mercados como Outlander Sport, que está no mercado há quase uma década.

Outra mudança na linha da Mitsubishi será o fim do motor diesel para o Eclipse Cross, alteração que será feita até o final do ano que vem. A fabricante diz que encerrará a oferta desta motorização por ser uma motorização restrita a alguns países e que representa só 5% das vendas nestes mercados.

Durante a mesma entrevista, o chefe da Mitsubishi Europa ainda falou sobre o compacto Mirage, revelando que ele ainda está nos planos da empresa, apesar das leis anti-emissões estarem ameaçando os veículos compactos em alguns países. A fabricante japonesa planeja atualizar o hatchback no futuro e é possível que receba a mesma mudança que foi feita na Tailândia em novembro.

Bernand Loire ainda foi questionado sobre o i-MiEV, subcompacto elétrico que continua a ser vendido na Europa. O executivo disse que, por enquanto, ele continuará restrito a alguns mercados como Noruega e Suíça. A Mitsubishi trabalha em um novo carro totalmente elétrico, porém ainda não tem data para ser apresentado.