Conceito foi feito por estagiários para evento de moto

A Mercedes-Benz fez uma aposta arriscada com o lançamento da Classe X, picape média baseada na Nissan Frontier, e parece que não deu certo, já que rumores indicam que sairá de linha por vender mal. Na época, a BMW tirou sarro da rival e disse que não pretende entrar no segmento, embora tenha feito várias picapes nos últimos anos como conceitos, estudos de design, modelos únicos e até como brincadeira de 1º de abril.

E a mais nova picape da BMW que ninguém poderá comprar é a X7 Pickup, exposta no museu BMW Welt, perto do quartel-general da fabricante. Ela havia sido revelada em julho, durante um evento da BMW Motorrad, a divisão de motos da empresa. Agora qualquer um pode conhecê-la, inclusive com uma moto F 850 GS na caçamba.

Galeria: BMW X7 Pickup

Desenvolvida ao longo de dez meses por um time de estagiários, a picape X7 é 10 centímetros mais longa do que o SUV e perdeu 200 kg graças ao uso extensivo de plástico reforçado com fibra de carbono. A caçamba tem 140 centímetros de comprimento, aumentando para 200 cm com a porta aberta.

Começou como um X7 xDrive40i antes de ser alterado para virar uma picape, e ainda foi pintado pela cor azul metálica Tanzanite. É equipada com suspensão a ar que tem dois níveis de ajuste para a altura, para facilitar na hora de carregar a caçamba. Do lado de dentro, tem espaço para cinco pessoas com o máximo de conforto que podemos esperar, já que é inspirada no SUV topo de linha da BMW.

Apesar da BMW e a Audi ainda se recusarem a investir em picapes, cada vez mais fabricantes estão entrando no segmento. A Hyundai já testa seu primeiro modelo, baseado no conceito Santa Cruz, e a Kia seguirá com uma versão própria. Até a Tesla apresentou veículo deste tipo, na forma da polêmica Cybertruck.