Apesar do avanço dos modelos FWD, tradição da divisão esportiva será mantida

Apesar do considerável avanço dos modelos FWD no portfólio da BMW nos últimos anos, a tradição da divisão esportiva M em relação à preparação de veículos com tração traseira será mantida. De acordo com o chefe global da submarca, Markus Flasch, os consumidores de perfil mais tradicional podem ficar tranquilos, pois não haverá veículos M puros desenvolvidos com base em arquiteturas FWD. A assinatura esportiva até poderá ser vista em modelos como M135i, M235i Gran Coupé e X2 M35i, mas nestes casos as preparações não são verdadeiramente profundas - na prática, são atualizações esportivas em relação às versões regulares.

Galeria: BMW Série 2 Gran Coupé 2020

Dessa forma, o tratamento M completo será restrito a carros com tração traseira e ou integral. Além disso, com dito em outra ocasião pelo próprio Flasch, também não há planos para o desenvolvimento de peruas com a assinatura da divisão. Segundo o executivo, por mais que haja interesse em explorar o segmento de stations esportivas, a ideia torna-se economicamente inviável porque os clientes sempre acabam tendo preferência pelos SUVs. Dessa forma, rumores sobre uma eventual M3 Touring são passam de mera especulação. Quem quiser algo mais apimentado, terá de se contentar com a M340i Touring.

Outra informação importante diz respeito ao próximo Série 2 Coupé. Segundo o gerente de produto Gernot Stuhl, o modelo continuará com tração traseira, apesar de os irmãos adotarem o sistema FWD. Ou seja, possivelmente está sendo desenvolvido sobre a base do Série 3.   

Fonte: Car Advice, Autocar