Versão topo de linha do SUV compacto adota caixa automática de 6 marchas

Silenciosamente, o Grupo PSA iniciou as vendas do Peugeot 2008 com motor 1.6 THP e câmbio automático de 6 marchas, versão que sempre fez falta na linha do crossover. Esta motorização será oferecida somente na variante topo de linha Griffe, por R$ 99.990. uma diferença de R$ 10 mil sobre a configuração com o 1.6 aspirado.

Galeria: Peugeot 2008 2020

O site da marca revela que o Peugeot 2008 Griffe 1.6 THP automático acelera de 0 a 100 km/h em 8,8 segundos, com velocidade máxima de 209 km/h, com etanol. O motor é o mesmo que já conhecemos, usado em outros carros da Peugeot e também da Citroën, gerando 173 cv a 6.000 rpm e 24,5 kgfm de torque a 1.750 rpm. A adição do câmbio automático de 6 marchas era muito aguardado e necessário para o crossover, já que o Citroën C4 Cactus, seu irmão de plataforma, estreou com esta transmissão.

Na lista de equipamentos estão controle de estabilidade e tração, seis airbags (frontais, laterais e de cortina), ar-condicionado de duas zonas, controle de cruzeiro, sensor de chuva e de luz, sensor de estacionamento traseiro, central multimídia com tela de 7” e compatível com Android Auto e Apple CarPlay, teto panorâmico, rodas de liga leve de 16”, câmera de ré e sistema Grip Control (que controla a tração de acordo com as condições da via). As primeiras unidades entregues ainda terão sistema de som da JBL, oferecido na pré-venda realizada no 1º semestre.

O Peugeot 2008 havia sido reestilizado no 1º semestre, adotando um novo para-choque desenhado pela equipe brasileira da fabricante. Além da mudança visual, o veículo aumento seu ângulo de ataque para 23° e adotou luzes diurnas em LED para todas as versões. Porém, ele está com futuro incerto, pois a marca prepara o lançamento da nova geração na América Latina, com produção na Argentina.