Até então, estreia no mercado europeu estava programada para o final deste ano

Apesar de a maioria dos flagras denunciar que o projeto de desenvolvimento já está praticamente pronto, as novas gerações dos BMW M3 e M4 não chegarão ao mercado na data prevista. Até então, a expectativa era de que ambos os modelos fossem lançados no mercado europeu ainda neste ano, mas os planos foram revistos e adiados em 12 meses.

A informação foi confirmada pelo chefe da divisão M, Markus Flasch, durante festival realizado recentemente na África do Sul. O motivo não foi claramente explicado, mas fontes ligadas à marca afirmam que o adiamento estaria relacionado ao atraso nos trabalhos de engenharia para certificação dos índices de consumo.

Galeria: BMW M3 2021 - Flagra Nürburgring

Apesar disso, as expectativas continuam sendo as melhores possíveis, principalmente no quesito desempenho. Sob o capô, o novo motor 3.0 biturbo de 6 cilindros (código S58) entregará fôlego extra e poderá superar os 510 cv de potência nas versões Competition. Em entrevista concedida durante o Salão de Frankfurt, o próprio Flasch confirmou a informação e adiantou que o propulsor ainda não havia atingido todo o seu potencial.

Além disso, especula-se que a BMW dará atenção especial aos consumidores de perfil mais purista e oferecerá o M3 com opção de câmbio manual de 6 marchas. Trata-se de uma versão exclusiva chamada Pure, que terá ainda diferencial blocante controlado eletronicamente e visual ligeiramente diferente do M3 automático de 8 marchas.

O único 'porém' ficará por conta da dianteira, cujo design será marcado por uma grade frontal gigantesca inspirada nas linhas do BMW Concept 4, apresentado última edição do Salão de Frankfurt. Imagens de flagras revelam que a peça se estenderá do capô até a parte inferior do para-choque, tomando para si todo o destaque visual da dianteira. O recurso, aliás, parece que tem se tornado a nova marca registrada dos lançamentos da empresa - vide a nova geração do Série 7 e do SUV X7.

Fonte: Carsales