Consumidor terá novidades, disse Scott Keogh, presidente e CEO da marca na América do Norte

Atualmente composta por modelos como Polo GTI, Golf GTI, Golf R e Jetta GLI, a lista de veículos que verdadeiramente despertam o interesse dos gearheads deverá ser ampliada nos próximos anos pela Volkswagen

Em entrevista concedida recentemente à revista norte-americana Motor Authority, o presidente e CEO da empresa na América do Norte, Scott Keogh, deu declarações bastante favoráveis ao lançamento de novos veículos com esta mesma proposta. As falas criaram expectativa e geram uma série de especulações sobre o que pode estar a caminho. "A Volkswagen é uma marca entusiasta e deveria estar fabricando mais carros entusiastas", disse.

Galeria: Volkswagen Jetta GLI (Teste BR)

Detalhes sobre os planos ainda são desconhecidos, mas as principais especulações apontam para a chegada dessa pegada apimentada a outras categorias. Nesse sentido, o segmento de SUVs é o que acumula as maiores chances. Questionado sobre a chegada das tradicionais siglas esportivas a este mercado, Keogh disse: "o Golf R é um carro amado e achamos que podemos criar a mesma mágica em alguns outros segmentos".

Prova disso é o lançamento recente do T-Roc R, SUV derivado do próprio Golf que nesta versão específica adota motor 2.0 TSI de 300 cv, câmbio DSG de 7 marchas e tração 4Motion para acelerar de 0 a 100 km/h em apenas 4,9 segundos (máxima de 250 km/h).

Na prática, o powertrain do T-Roc R poderá ser facilmente empregado em outros SUVs, como o Tiguan, Touareg e até o Atlas. Outras possibilidades são o Arteon e o Passat. Há ainda planos para preparação de veículos elétricos, como como I.D. No Brasil, essa estratégia já pode ser vista através do lançamento das versões GTS de Polo e Virtus.