Suspensão inadequada para a realidade local foi apontada como principal empecilho

Apesar de ser considerada mercado-chave para comercialização de picapes médias, a Austrália está oficialmente fora dos planos da Renault em relação ao lançamento da Alaskan. De acordo com Anouk Poelmann, diretor-gerente da marca no país, a oferta até chegou a ser cogitada, mas foi posteriormente cancelada depois de constatada a falta de sintonia entre os atributos da caminhonete e o gosto do consumidor australiano.

"Na sua forma atual, a Alaskan não é adequada para a Austrália", justificou. O principal entrave, segundo informado, diz respeito ao ajuste da suspensão, considerado adequado para a proposta lifestyle do mercado europeu, porém suave demais para realidade workhorse australiana. Mudanças chegaram a ser cogitadas, mas a baixa previsão de vendas não justificaria o investimento, disse uma fonte. 

Galeria: Renault Alaskan 2019

Apesar disso, Poelmann garante que a Renault ainda tem ambições em relação ao mercado de picapes no país. Segundo o executivo, a empresa estaria buscando novas oportunidades. "Dê-nos um pouco mais de tempo", disse. Nas entrelinhas, ficou a impressão de que a entrada da marca no segmento local acontecerá na próxima geração da Alaskan, cujo desenvolvimento está sendo tocado em parceria com a Mitsubishi (marca agora pertencente ao grupo Renault-Nissan). 

A ideia é aproveitar o vasto know-how da marca japonesa na produção de veículos 4x4, de modo a otimizar custos e absorver soluções bem sucedidas. Deste mesmo projeto sairá também a próxima geração da Nissan Frontier, por volta de 2023.

Alaskan no Brasil

Apresentada de forma bastante discreta na última edição do Salão do Automóvel, a Alaskan ainda não tem data definida para chegar ao Brasil. A Renault promete produzi-la na Argentina, ao lado da Nissan Frontier, mas diz aguardar mudanças no cenário econômico do país para tornar viável a operação. 

Uma saída seria importar o modelo do México (onde é produzido desde 2018) até que a situação da produção na Argentina fosse definida. No entanto, rumores indicam que ainda há dúvidas sobre o lançamento no mercado nacional dada a similaridade com a Frontier, característica que poderia não ser bem recebida pelos consumidores. Além do México, a Alaskan é produzida em Barcelona, na Espanha.

Fonte: CarAdvice