Apesar do modelo novo, antigo continuará sendo vendido em diversos países latinos

As mudanças promovidas pela Nissan na nova geração do Versa foram tão profundas que o modelo atual continuará sendo produzido e vendido em diversos países da América Latina. No catálogo da empresa, o sedã será posicionado como opção de acesso e até mudará de nome, passando a se chamar oficialmente V-Drive.

Na prática, terá seu portfólio formado apenas por versões mais simples, deixando para o irmão de nova geração o papel de opção mais refinada e completa. O primeiro país a receber a novidade é o Panamá, mas mercados vizinhos não devem demorar para acompanhar a mudança. A produção continuará sendo tocada no México.

Galeria: Nissan March e Versa

Entre os principais equipamentos de série, o V-Drive oferece airbags frontais, freios ABS, sistema de som integrado, barras de proteção laterais, direção elétrica, rodas de liga leve, cintos de 3 pontos, entre outros. Sob o capô, o motor 1.6 movido apenas a gasolina rende 106 cv e vem sempre ligado ao câmbio manual de 5 marchas. No mercado panamenho, o preço inicial sugerido é de US$ 12.000, cerca de R$ 48.700 numa conversão simples.

No Brasil, a estratégia da Nissan será exatamente a mesma: manter o atual Versa em produção na fábrica de Resende (RJ) e trazer a nova geração importada do México numa faixa superior de preço e equipamentos, a partir de 2020. Só não está confirmado, porém, se por aqui o Versa de hoje mudará de nome.

Fotos: Divulgação