Oitava geração virá cheia de tecnologias

O Golf foi um divisor de águas para a Volkswagen em 1974. Até então produzindo apenas o Fusca e suas variantes, o hatch chegou com motor refrigerado a líquido na dianteira e vendeu até hoje nada menos que 35 milhões de unidades - inclusive no Brasil, onde foi produzido no Paraná em suas quarta e sétima geração. 

A apresentação da oitava geração não poderia dividir as atenções com outro divisor na história da Volkswagen, o elétrico I.D.3., então sua estreia saiu do Salão de Frankfurt e acontecerá em um momento solo, no dia 24 de outubro, na Alemanha, sua terra natal. Segundo a Volkswagen, o Golf "trará novas tendências com seu design inconfundível, digitalização inteligente, serviços conectados e uma linha completa de motores eficientes e eletrificados".

Galeria: Volkswagen Golf GTE 2021 - Novas flagras

Em alguns países, já se sabe que o Golf só chegará em versões como GTI, GTE e R, algo que deve acontecer no Brasil - infelizmente, sem o R. Na Alemanha, deverá ser mostrado com o motor 1.5 turbo (evolução do 1.4 TFSI) e alguma versão com o sistema de 48 volts híbrido leve. A GTE deverá ser lançada em algum momento posterior.

Galeria: Volkswagen Golf GTE 2021 - Novos flagras