Oitava geração do hatch será revelada dia 24 de outubro, mas GTE deve aparece só ano que vem

Falta pouco mais de um mês para a apresentação do novo Volkswagen Golf na Europa e, aos poucos, vamos sabendo mais sobre ele. Desta vez é a Autocar que traz mais informações sobre o hatch, em sua versão híbrida plug-in GTE. A publicação inglesa adianta que ele ganhará duas versões, com 204 cv e 245 cv, para atender tanto quem só quer um Golf mais econômico quanto quem quer um desempenho próximo do esportivo GTI.

Galeria: Volkswagen Golf GTE 2021 - Novas flagras

Frank Welsch, membro do conselho da fabricante para pesquisa e desenvolvimento, deu alguns detalhes sobre o novo Volkswagen Golf GTE. “O GTI de hoje tem 245 cv, então o GTE deve ter 245 cv também, para que o GTE realmente seja um GTE. Mas há algumas pessoas que querem apenas um híbrido plug-in semelhante ao atual, por isso iremos oferecer o de 204 cv também. Ele virá sem o nome GTE e parece um Golf normal”, explica o executivo.

A oferta de duas versões híbridas plug-in irá aumentar ainda mais a quantidade de variantes eletrificadas, já que o novo golf ainda terá algumas configurações com sistema híbrido-leve de 48V, usando um gerador elétrico que entrega mais potência em alguns momentos específicos. Porém, a fabricante já confirma que o e-Golf, versão elétrica do hatch médio, não voltará nesta geração – afinal, é para isso que existe o ID.3.

A apresentação da oitava geração do Golf acontecerá no dia 24 de outubro, mas somente na versão normal. As demais variantes, como o esportivo GTI e o híbrido GTE ficarão para 2020. Isso porque a marca quer iniciar as vendas do hatch médio ainda neste ano na Europa. É possível as demais versões seja reveladas ainda no 1º semestre, com chances de aparecer no Salão de Genebra (Suíça).

Volkswagen Golf GTE 2021 - Novas flagras
Volkswagen Golf GTE 2021 - Novas flagras

Já no Brasil, a sétima geração do Volkswagen Golf GTE estreia em outubro, após anos de espera pela versão híbrida, fazendo companhia para o Golf GTI (atualmente a única opção do hatch médio no nosso mercado). Porém, tudo caminha para que o Golf deixe de ser produzido em São José dos Pinhais (PR) em breve, para que a próxima geração venha somente importada da Alemanha, nas versões GTI e GTE.

Veja também

'
Fonte: Autocar