Modelo será enviado nas versões Trendline, Comfortline e Highline, sempre com motor 1.6 MSI

Depois de chegar a países vizinhos como Argentina e Colômbia, o Volkswagen T-Cross produzido no Brasil irá em breve para mais um importante destino internacional: México. Conforme anunciado pela marca, o envio de exemplares fabricadas em São José dos Pinhais (PR) para as concessionárias mexicanas será iniciado ainda neste mês e deverá atingir a cifra de 6.000 unidades até o final do ano.

Assim como em outros mercados latino-americanos, o SUV será oferecido nas versões Trendline, Comfortline e Highline, sempre equipadas com motor 1.6 MSI de 110 cv e câmbio automático ou manual. Por enquanto, a oferta dos motores 1.0 TSI de 128 cv e 1.4 TSI de 150 cv ficará restrita ao Brasil.

Galeria: Volkswagen T-Cross 200 TSI MT

“O T-Cross é o primeiro SUV produzido pela Volkswagen no Brasil. Ele foi fabricado a partir de uma plataforma global com tecnologia de ponta e chegará ao México para fortalecer e ampliar ainda mais a presença da marca nesse importante mercado da América Latina. Até o fim do ano, nossa expectativa é embarcar para o México cerca de 6 mil unidades do modelo, que já começou a ser exportado para os principais mercados latino-americanos e, em 2020, chegará também à África, totalizando 50 países”, diz Pablo Di Si, presidente e CEO da Volkswagen América Latina.

Além do T-Cross, a VW do Brasil já exporta para o México os modelos Saveiro, Gol e Virtus. Só este último terá aproximadamente 8.000 unidades enviadas para o país em 2019.          

Fotos: divulgação