Montante será aplicado na modernização da fábrica italiana de Pomigliano, perto de Nápoles

Oficialmente a FCA ainda não confirma, mas o sindicato dos metalúrgicos da Itália adianta que em breve um investimento bilionário será aplicado pelo grupo na fábrica de Pomigliano, nos arredores de Nápoles. A unidade será internamente modernizada e preparada para produzir a nova geração do Fiat Panda (que terá versões híbridas no catálogo) e o inédito SUV Tonale, da Alfa Romeo. O montante será da ordem de US$ 1,1 bilhão e financiará a transformação da planta em um importante centro de produção de veículos eletrificados. A ideia da FCA é acompanhar as movimentações do mercado e se tornar referência na oferta de modelos ecologicamente eficientes.

Galeria: Alfa Romeo Tonale

Embora detalhes mecânicos ainda sejam limitados, tudo indica que a produção do Panda híbrido será iniciada em 2020, naturalmente na perspectiva de uma geração inteiramente nova. Na sequência, em 2021, será a vez da versão de produção do Tonale, que atuará um degrau abaixo do Stelvio na gama de SUVs da Alfa. A exemplo do Panda, o crossover também será eletrificado e comercialmente será posicionado de modo a enfrentar rivais como BMW X1 e X3, Audi Q3, Mercedes-Benz GLA e Volvo XC40.

Além do montante bilionário previsto para Pomigliano, a FCA também realiza investimentos em outras plantas. É o caso da fábrica de Mirafiori, em Turim, que receberá US$ 700 milhões para se adequar à produção da próxima geração do Fiat 500. 

Fonte: Automotive News