Fábrica de Aguascalientes foi modernizada e abastecerá mais de 88 países

Aproximadamente cinco meses depois da apresentação oficial, a nova geração do Nissan Versa entra de fato em ritmo de produção em série. Assim como na geração anterior, o modelo tem montagem concentrada na fábrica de Aguascalientes, no México, e de lá será enviado para mais de 88 países da América Latina, América do Norte, Oriente Médio e Europa - incluindo Brasil.

Para receber a novidade, a planta passou por uma série de modernizações e recebeu mais de US$ 278 milhões em investimentos - montante que custeou a renovação de equipamentos e a compra de 354 novos robôs. O índice de nacionalização é de 76% e diversos componentes que antes eram importados da Ásia passaram a ser feitos localmente.

Nissan Versa 2020 - Primeiras impressões

De acordo com a Nissan, a inauguração da nova geração do Versa nas linhas de montagem de fato aconteceu em junho, mas apenas com unidades destinadas aos Estados Unidos. Agora, a novidade é justamente o início da produção das versões que irão abastecer os mercados latinos. Por aqui, o modelo estreará em 2020 como importado e conviverá com a geração atual fabricada em Resende (RJ). Desta forma, será posicionado mais acima de modo a enfrentar rivais como VW Virtus, Fiat Cronos, Honda City, Toyota Yaris e o futuro Chevrolet Onix Sedan, entre outros. Nesta nova geração, o sedã está 4,5 cm mais largo, 4 cm mais longo e cerca de 5,8 centímetros mais baixo.

Todas as versões produzidas no México saem de fábrica com o mesmo motor 1.6 de 4 cilindros, que rende 124 cv de potência e torque de 15,7 kgfm. Dados de fábrica indicam consumo médio de 13,6 km/litro na cidade, 17 km/litro na estrada e 14,8 km/litro combinado. O câmbio pode ser manual de 5 marchas ou automático do tipo CVT. 

Fonte: Nissan