Marca investiu R$ 4,7 milhões para fabricar nova geração da superesportiva no país

A BMW Brasil anuncia que começará a produzir sua décima moto em Manaus (AM): a superesportiva S 100 RR. A nova geração foi apresentada ao público durante o Festival Duas Rodas, ainda sem preço divulgado. Sua fabricação nacional começará no dia 12 de setembro, chegando às concessionárias de todo o país ainda em 2019. Faz parte da estratégia da marca de lançar 20 veículos no Brasil ao longo deste ano.

Galeria: BMW S 1000 RR 2020

Equipada com motor de 999cc e quatro cilindros, gerando 207 cv a 13.500 rpm e 11,52 kgfm de torque a 1.000 rpm, a BMW S 100 RR recebeu diversas melhorias. O motor agora conta com comando de válvulas variável e está 4 kg mais leve. Passa a contar com quickshifter bidirecional de série. A fabricante ainda reduziu o peso do sistema de escapamento (1,3 kg mais leve), do quadro e das suspensões. No total, ela pesa 197 kg, 11 kg menos do que os 208 kg da geração anterior.

De acordo com a marca, uma das missões dos engenheiros foi melhorar a moto em todos os aspectos, tanto na velocidade quanto na dinâmica ao dirigir, deixando a esportiva mais amigável. Recebeu itens de auxílio como assistente de partida em rampas e quatro modos de pilotagem: Rain, Road, Dynamic e Race. Ao adicionar o pacote Pro, a esportiva  em três níveis, para quem for participar de competições e que mexe na atuação do controle de tração, dos freios ABS e mais.

BMW S 1000 RR 2020
BMW S 1000 RR 2020

Na nova geração, a S 1000 RR recebeu um novo design, descartando os faróis assimétricos para adotar um conjunto em LED. O novo quadro deixa o motor como se fosse integrado à estrutura. O painel digital recebeu tela TFT colorida de 6,5 polegadas. Preços da versão nacional ainda não foram divulgados.