Estreia acontecerá em outubro, após o Salão de Frankfurt

A oitava geração do Volkswagen Golf está praticamente pronta, então a fabricante inicia a campanha de divulgação do hatch médio. Além de divulgar uma imagem do modelo ainda todo camuflado, a VW diz que o hatch médo será apresentado durante a primavera deste ano (outono na Europa), como um carro “digital, inteligente e conectado”. A estreia será em outubro, após o Salão de Frankfurt (Alemanha).

Galeria: Volkswagen Golf 2020 - Novos flagras

Embora a fabricante ainda não divulgue nenhum dado oficial sobre o novo Golf 2020, já sabemos de alguns detalhes. O entre-eixos deve ser alongado para que ele se distancie do Polo e aumente o espaço interno. Embora o design seja uma evolução do atual, Klaus Bischoff, chefe de design da VW, diz que “a nova geração será um verdadeiro colírio”.

Flagras mostram que o hatch terá um visual interno mais limpo, reduzindo a quantidade de botões. Terá uma central multimídia saltada para fora do painel, com botões integrados à parte inferior do acabamento. O cluster digital Active Info Display será atualizado com um novo layout. Os dois displays estão posicionados de forma a parecer que é uma tela única. As fotos também adiantam que será adotado o novo volante que estreou no T-Cross europeu.

Seguindo a tendência na Europa, o Golf 2020 receberá um sistema híbrido-leve de 48V, usando um gerador que funciona também como alternador, entregando um pouco mais de potência em acelerações. Esta tecnologia será usada tanto no 1.0 TSI quanto no 1.5 TSI, que serão os mesmos usados pela geração atual na Europa. Falando nele, o 1.5 turbo terá um sistema que permite desligar o motor com o carro em movimento ao retirar o pé do acelerador, religando imediatamente ao pisar novamente no pedal.

Galeria: Volkswagen Golf 2020 - Flagra do interior

Já a variante esportiva GTI ficará para 2020. Rumores dizem que ele manterá o 2.0 TSI, só que receberá uma nova preparação para chegar aos 300 cv (o modelo atual tem 230 cv). Mais acima estará o Golf R, que deve se aproximar dos 400 cv. A marca ainda promete manter a versão híbrida GTE em linha, mas não há detalhes divulgados até o momento.

A grande dúvida para os brasileiros é o futuro do Volkswagen Golf no país. Atualmente vendido somente na versão GTI, o hatch médio ganhará uma variante híbrida GTE em breve. Porém, a fabricante ainda faz silêncio sobre como será a oferta do carro após a troca de geração. O GTI é feito em São José dos Pinhais (PR), porém teve sua produção interrompida há alguns meses. E, considerando que o hatchback perdeu as versões 1.0 TSI e 1.4 TSI, o mais provável é que continue vivo somente na variante esportiva e passe a vir importado da Alemanha.

Ouça nosso podcast: